domingo

, 14 de abril de 2024

Imagem de São José é restaurada e entregue à paróquia de Alto Rio Doce

07 de julho de 2023 Arquidiocese

No último dia 19 de junho, a Paróquia de São José, em Alto Rio Doce (MG), teve a grata satisfação de acolher a imagem de seu padroeiro após uma minuciosa restauração. Depois de grande incentivo do pároco, Padre Adelson Clemente, a imagem foi enviada para o restaurador Wellington Reis, em Carmópolis de Minas (MG), onde permaneceu por mais de três meses para a conclusão de todo o processo.

Durante este período, foram retiradas camadas de repintura e também elementos de uma intervenção acontecida há mais de 40 anos, além de tratamento e imunização contra xilófagos. Desse modo, a imagem do Glorioso São José, retornou ao seu trono com todo seu esplendor original.

Detalhes da restauração.

A referida imagem esculpida em 1907 por um artista italiano imigrado para o Brasil no século XIX, chamado Marino del Favero. Marino se tornou muito popular neste período e atuou na região de São Paulo esculpindo imagens e entalhando altares para várias igrejas. O então vigário de Alto Rio Doce, Padre Camilo Martins, adquiriu esta imagem de São José e a abençoou em 1908.

A celebração de acolhida da imagem aconteceu dia 19 de junho com uma grande afluência de fiéis e devotos da Paróquia de São José. O dia 19 de cada mês já se tornou especial para os paroquianos de Alto Rio Doce, pois além de celebrar a novena Perpétua em honra São José, é celebrado também o dia das Missões, no qual se faz memória das Santas Missões vividas no ano passado.

O antes e o depois da imagem de São José.

Muitos devotos ficaram admirados com a beleza da imagem, principalmente aqueles que, com boa memória, se recordaram de como era a imagem no passado.

“Eu fiquei assim feliz demais da conta como o restauro de São José e ao contemplá-lo me fez voltar à infância, quando a imagem era tal qual retornou restaurada. Eu sempre vivi aqui próximo e quando criança sempre entrava e até brincava de pique-esconde na Igreja. Sempre me encantava a imagem com o Menino Jesus que era loirinho, lindo, igual ele está agora. São José também era lindinho como todos os detalhes que foram recuperados nessa restauração como o barrado dourado nas vestes e toda a beleza do seu rosto paterno. Se a minha mãe estivesse viva ainda, ela ia estar assim extasiada com a imagem porque a paixão da vida dela era São José”, contou a paroquiana Sueli Barbosa.

Detalhes da restauração.

Quem também compartilhou sobre a representatividade da obra em sua vida foi Jovita Guerra: “essa imagem de São José é um ícone muito especial em minha vida. Aos pés dela, vivi os momentos mais marcantes e importantes da minha fé. Fiz catequese, primeira Eucaristia, Crisma, formatura, casamento, tudo aos pés dessa imagem. Nos últimos tempos estive muito próxima dela. Ela estava mesmo precisando de uma restauração. Não tenho palavras para descrever a emoção que senti, quando o Padre Fabiano e a Sandra me levaram para ver a imagem restaurada, ainda na casa paroquial. Fiquei sem palavras, voltei no tempo e relembrei tudo que vivi diante dele, em toda minha vida espiritual. Confesso que tive vontade de abraçar a imagem e agradecer por tantas graças alcançadas”, disse.

Atenta aos detalhes da imagem, Jovita destacou que o bom êxito do trabalho: “voltou a cor original. Ficou perfeita. As coroas engrandeceram a imagem”, declarou. “Tenho muito a agradecer São José, nosso Patrono, tudo que vivi e vivo diante Dele. Gratidão, a vocês padres, que tiveram a iniciativa da restauração. Devolveram ao nosso Patrono a originalidade e valorizaram ainda mais, com as coroas, das quais, pai e Filho, são dignos. São José, rogai por nós que recorremos a vós”, partilhou a paroquiana.

Texto: Pe. Fabiano Milione

Fotos: Pastoral da Comunicação (Pascom) da Paróquia São José, em Alto Rio Doce

Agenda