sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

Iniciada a 24ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral

25 de novembro de 2016 Arquidiocese

“Ai de mim se eu não anunciar o Evangelho” é o tema da 24ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral iniciada na manhã desta sexta-feira, 25 de novembro, no Instituto de Filosofia, em Mariana. Mais de 100 pessoas, representando as cinco regiões pastorais, estão participando desta edição.

Na abertura da Assembleia o arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, disse que toda a Igreja, em todos os seus níveis, deve ser sinodal. “As dioceses, as paróquias e as comunidades deveriam ser sinodais. Isto é, uma caminhada que se faz junto e não isolada, como as vezes acontece. Essa é uma grande expressão da sinodalidade da nossa Igreja Particular de Mariana. Aqui estamos provenientes das regiões, paróquias e comunidades. Então, nós devemos aqui estar com os pés bem firmes nas nossas realidades. Porque se não a gente fala como se estivesse na lua ou nos ares. Nós falamos a partir da realidade concreta de nossas experiências com os pés bem fixos na realidade”, disse Dom Geraldo

Projeto de Evangelização

O 4° Projeto Arquidiocesano de Evangelização (PAE) será estudado e votado durante a Assembleia. O processo de construção do PAE também foi enfatizado pelo arcebispo. “Este projeto não veio de cima para baixo, não foi elaborado em um escritório onde especialistas se encontraram. O Projeto Arquidiocesano foi construído de baixo para cima. Assim como uma casa. As comunidades foram ouvidas, as paróquias e foranias fizeram suas sínteses”, ressalta.

Social e evangelizadora

Uma análise da conjuntura político-social feita pelo padre Wander Torres também fez parte da programação. Segundo ele não tem como olhar a realidade sem ser a partir de Jesus Cristo. “O olhar para a sociedade precisa ser um olhar a partir de Jesus. O nosso olhar precisa ser de discípulo missionário, pois o drama dos pobres é o coração do evangelho”, explica padre Wander.

Finalizando as atividades da manhã, padre José Geraldo de Oliveira falou sobre a nova evangelização à luz da Exortação Apostólica Evangelii Gaudium. “A vida está presente na comunidade e a evangelização comunicando vida, promovendo vida, segue aquilo que Jesus veio fazer. Toda a natureza se alegra com a redenção trazida por Jesus. A evangelização acontece onde está a vida. Onde está a preocupação com a vida, ali está o evangelho. A alegria que Jesus traz. Para evangelizar a primeira coisa é escutar. O nosso projeto de evangelizar nasce dessa escuta. A Igreja escuta o clamor do povo e a voz de Deus” afirma padre José Geraldo.

A 24° Assembleia Arquidiocesana de Pastoral termina neste sábado, 26 de novembro.

Agenda