sexta-feira

, 19 de julho de 2024

Irmã Vicenta Guilarte Alonso, com quase 50 anos de missão no Brasil, será beata

20 de junho de 2024 Igreja no Mundo

A Irmã Vicenta Guilarte Alonso, espanhola, em missão no Brasil por quase 50 anos, será beatificada. As virtudes heroicas da Filha de Jesus de Burgos foram reconhecidas através de um dos 6 Decretos autorizados pelo Papa Francisco para serem promulgados pelo Dicastério para as Causas dos Santos. A aprovação foi concedida em audiência do Pontífice com o prefeito Marcello Semeraro na manhã desta quinta-feira, 20 de junho.

A futura beata nasceu em 21 de janeiro de 1879 na cidade espanhola de Rojas, na Província de Burgos, na Espanha. Entrou no convento das Filhas de Jesus em Burgos, uma congregação que havia sido fundada em Salamanca por Cândida Maria de Jesus, que se dedicava principalmente à educação da juventude.

Em 1909 fez os votos perpétudos e dois anos depois foi enviada, juntamente com cinco companheiras, para missão no Brasil. Estabelecidas na cidade de Pirenópolis, em Goiás, um lugar incômodo no interior da floresta, Irmã Vicenta e as religiosas abriram um colégio para a educação de meninas, dedicando-se especialmente às crianças mais pobres.

Em 1927, partiu para Leopoldina, no estado de Minas Gerais, onde, apesar de ter exercido a função de vice-priora, também exerceu a tarefa de porteira do Colégio Imaculada Conceição, que aceitou com humildade, um ofício que desempenhou exemplarmente até a sua morte em 6 de julho de 1960, após uma queda que lhe causou a quebra do fêmur.

Mesmo em vida, alguns fiéis atribuíam a solução de muitos de seus problemas às suas orações e, ao saberem do seu falecimento, houve uma grande manifestação de condolências em toda a cidade de Leopoldina, onde ela era considerada “a santinha do colégio”.

Os outros futuros beatos

Os outros Decretos autorizados pelo Papa reconhecem dois martírios e as virtudes heroicas de mais 3 Servos de Deus, que são:

– o martírio do Servo de Deus Luigi (nascido Matteo) Palić, em albanês Paliq, sacerdote professo da Ordem dos Frades Menores. Ele nasceu em 20 de fevereiro de 1877 em Janjevo, em Kosovo, e foi morto por ódio à fé em 7 de março de 1913 em Peje, na Albânia;

– o martírio do Servo de Deus Giovanni Gazulli, sacerdote diocesano. Ele nasceu em 26 de março de 1893 em Dajç de Zadrima, na Albânia, e foi morto por ódio à fé em 5 de março de 1927 em Shkodër, no mesmo país albanês;

– as virtudes heroicas do Servo de Deus Isaia Columbro (nascido Nicola Antonio Maria), sacerdote professo da Ordem dos Frades Menores. Ele nasceu em 11 de fevereiro de 1908 em Foglianise, na Itália, e faleceu na cidade italiana de Vitulano em 13 de julho de 2004;

– as virtudes heroicas da Serva de Deus Maria Costanza Zauli (nascida Palma Pasqua), religiosa professa das Servas do Sagrado Coração e fundadora das Servas Adoradoras do Santíssimo Sacramento. Ela nasceu em 17 de abril de 1886 em Faenza, na Itália, e faleceu na cidade italiana de Bolonha em 28 de abril de 1954;

– as virtudes heroicas da Serva de Deus Ascensión Sacramento Sánchez Sánchez, do Instituto Secular Cruzada Evangélica. Ela nasceu em 15 de junho de 1911 em Sonseca, na Espanha, e faleceu na capital Madri em 18 de agosto de 1946.

Texto: Andressa Collet/Vatican News
Foto: Vatican News