domingo

, 07 de agosto de 2022

Matriz de Nossa Senhora da Conceição é reaberta em Congonhas

31 de março de 2017 Arquidiocese

Abençoada por um céu azul vibrante, a matriz de Nossa Senhora da Conceição reabriu as portas na manhã dessa quinta-feira, 30, após a restauração dos elementos artísticos integrados. A obra, que demonstra fé e devoção dos congonhenses, foi financiada pelo PAC Cidades Históricas, em uma parceria entre o Governo Federal, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a prefeitura de Congonhas e a Igreja.

A cerimônia contou com a presença  da  presidente do IPHAN, Kátia Bogéa; do diretor do PAC, Robson de Almeida; da superintendente do IPHAN, Célia Maria Corsino; do chefe de representação regional do Ministério da Cultura de Minas Gerais, Aníbal Henrique; do pároco da Nossa Senhora da Conceição, padre Paulo Barbosa; do reitor da Basílica do Senhor Bom Jesus, cônego Geraldo Francisco Leocádio; do promotor de justiça da Comarca de Congonhas, Dr. Vinicius Alcântara Galvão; do Prefeito Zelinho; da equipe do Governo Municipal, vereadores, outras autoridades. A comunidade também acompanhou, emocionada, a reabertura da igreja.

Padre Paulo presidiu a bênção de reabertura e reforçou a importância da igreja para a comunidade. “A Matriz evoca a espiritualidade. Parece uma senhora de braços abertos, uma mãe que acolhe seus filhos. Uma igreja que completa a representação da Sagrada Família em Congonhas e de onde se originou a Semana Santa, festa tão tradicional em nossa cidade. Preservar a nossa igreja é cuidar da nossa cultura, da nossa fé e devoção. Somos eternos guardiões dessa obra”, completou ao abençoar a pedra fundamental de construção da igreja.

Kátia Bogéa, presidente do IPHAN, se pronunciou agradecendo o apoio de todos os envolvidos na entrega desta obra e ressaltou o pioneirismo e competência de Congonhas na execução dos projetos. “Congonhas teve 10 obras aprovadas pelo PAC Cidades Históricas e é uma referência para outras cidades na eficiência e comprometimento na realização dos projetos e execução dessas obras”, elogiou.

“Este é um momento de júbilo e alegria para todos nós. Esta igreja é muito importante para a nossa cidade e abriga obras de grandes mestres como Aleijadinho e Servas. Recebemos a responsabilidade de sermos parceiros do IPHAN para preservarmos a nossa história e nossa cultura. Esta é uma das nossas prioridades. É uma emoção enorme para mim como prefeito entregar essa obra”, disse o prefeito Zelinho.

Neste sábado, 1° de abril, fiéis e paroquianos já poderão participar de celebrações na igreja.

Fonte: Prefeitura de Congonhas

Agenda