quinta-feira

, 18 de agosto de 2022

Missa em Ação de Graças marca as comemorações pelos 38 anos de episcopado de Dom Geraldo

02 de junho de 2022 Arquidiocese

Agradecendo a Deus pela sua vida e pastoreio, o Arcebispo Emérito de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, presidiu nesta terça-feira, 31 de maio, a Santa Missa em Ação de Graças pelos seus 38 anos de ordenação episcopal. A celebração aconteceu na Igreja e Santuário de Nossa Senhora do Carmo, em Mariana (MG).

Unidos em oração e preces, à ocasião, estiveram presentes o Arcebispo Metropolitano, Dom Airton José dos Santos, e os filhos desta Igreja Particular: o Bispo Emérito de Oliveira (MG), Dom Francisco Barroso Filho, e o Bispo Diocesano de São João Del-Rei (MG), Dom José Eudes Campos do Nascimento. Ainda, padres e diáconos do Clero Marianense também participaram da Santa Missa, bem como os demais fiéis desta Igreja Particular. 

Recordando a liturgia do dia, quando a Igreja celebra a Festa da Visitação de Nossa Senhora, o Vigário Geral para o Clero da Arquidiocese de Mariana, Monsenhor Danival Milagres Coelho, ao proferir a homilia, pontuou que a festividade é uma inspiração para a celebração do episcopado de Dom Geraldo, pois, assim como Maria, que ao visitar Isabel se colocou a serviço da humanidade, o Arcebispo Emérito de Mariana, em seu sim a Deus, se fez obediente para com Ele, tornando-se servidor.

“Hoje, Dom Geraldo, celebrando seus 38 anos de vida episcopal, nós temos a alegria de fazermos parte dessa história. Ao mesmo tempo, o senhor tem a alegria de fazer parte desta longa história da Arquidiocese de Mariana. Na última missa que o senhor celebrou conosco, o senhor disse que levaria no coração a alegria de ter como referência Mariana. Saiba que essa alegria também é nossa de saber que o senhor foi nosso Arcebispo, esse Pastor zeloso e foi esse que chegou para também nos trazer a certeza da presença do Senhor entre nós”, disse Monsenhor Danival.

“Nós tivemos a alegria, como Isabel, de acolher não simplesmente mais um bispo, mas aquele que vem em nome do Senhor; aquele que vem para nos confirmar na fé […]. Fazendo a obra de um evangelista, o senhor soube muito bem nos apresentar Jesus Cristo, o Bom Pastor, com as suas palavras, seus ensinamentos e, sobretudo, sua dedicação e o seu zelo de Pastor na vida de nossa Arquidiocese e de nossas paróquias”, ponderou o Vigário Geral para o Clero. 

Os fiéis estiveram presentes para celebrar a data com Dom Geraldo

Ainda de acordo com o Monsenhor Danival, a presença de Dom Geraldo foi e sempre será para a Arquidiocese de Mariana sinal visível de Cristo, que veio visitar o seu povo e foi a causa da alegria de João Batista no seio de Isabel. “O senhor trouxe para nós a alegria e a certeza: Deus veio visitar este povo. E, assim, o senhor viveu o seu ministério episcopal entre nós: fazendo a obra de um evangelista”, continuou o sacerdote recordando o lema episcopal do Arcebispo Emérito, “Faze a obra de um evangelista”

Por fim, Monsenhor Danival destacou três pontos que, na sua opinião, foram marcantes durante o pastoreio de Dom Geraldo à frente da Igreja Particular de Mariana: a sinodalidade; a presença e o zelo com o Seminário São José, a equipe de formadores e os seminaristas; e, por último, as visitas pastorais realizadas às paróquias da Arquidiocese de Mariana

Dom Geraldo, presente de Deus

Ao final da celebração, o seminarista Carlos Geovane Nunes Magri, do 4º ano de Teologia, realizou a apresentação do livro “Dom Geraldo, presente de Deus”. A obra, que foi lançada em março deste durante as comemorações do aniversário natalício de 80 anos do Arcebispo Emérito de Mariana, faz memória a vida e trajetória pastoral do prelado. 

À oportunidade, o Pároco da Paróquia e Catedral de Nossa Senhora da Assunção, Cônego Nedson Pereira de Assis, anunciou que o prelado doou 90 exemplares da obra para serem entregues aos benfeitores que colaboraram com as obras de restauros de 38 imagens sacra da Catedral-Basílica de Mariana.

Dom Airton e Dom Geraldo

Em sua mensagem de saudação, Dom Airton destacou a sua proximidade com o Arcebispo Emérito e do mesmo com a Arquidiocese de Mariana. “Dom Geraldo Lyrio Rocha, amigo e Pastor desta Igreja Particular. Pastor por tantos anos e agora amigo próximo. […] Quero pessoalmente agradecer, em nome de toda Arquidiocese de Mariana, a sua delicadeza, gentileza e preocupação também com todos nós”, disse, recordando a doação dos livros.

Gratidão

Para Dom Geraldo, o momento foi de render graças. “Agradeço a Deus a minha vida, a minha história, o ministério a mim confiado e a graça do episcopado exercido há 38 anos”, ponderou em sua mensagem final. 

“Não posso negar que guardo uma recordação muito particular da Arquidiocese de Mariana pela sua vida, sua história, pelo seu clero, pelo seu povo, pelo seu patrimônio e por tudo o que representa para Minas Gerais e para o Brasil e que foi aqui que conclui a minha função como bispo diocesano. Guardo no coração lindas recordações de todos os lugares por onde passei. Guardo com muito carinho todas essas lembranças, agradecendo a Deus as oportunidades que Ele me concedeu e pedindo perdão pelas minhas limitações, pelos meus erros e pelas minhas falhas, que fazem parte da vida humana”, afirmou o Arcebispo Emérito.

Confira outras fotos AQUI

Agenda