quinta-feira

, 18 de abril de 2024

Missa solene marca as festividades do Dia de Minas e do aniversário da cidade de Mariana

17 de julho de 2023 Arquidiocese

O dia 16 de julho é sempre uma ocasião especial para os marianenses e, de modo geral, para os mineiros. Nessa data, o município de Mariana (MG) comemora o seu aniversário, além de celebrar a festa da padroeira municipal, Nossa Senhora do Carmo, e o “Dia de Minas”. Primeira vila, cidade, capital e sede de bispado de Minas Gerais, para marcar as celebrações dos 327 anos do município, uma missa solene foi realizada na manhã deste domingo no Santuário Arquidiocesano de Nossa Senhora do Carmo.

Presidida pelo Reitor do Santuário, Padre Geraldo Buziani, a Santa Missa contou com a presença de autoridades civis, militares, religiosas, representantes dos Poderes Legislativo e Executivo Municipal e Estadual, fiéis leigos e confrades e confreiras da Confraria de Nossa Senhora do Carmo.

“Ao celebrar hoje, nesse Santuário Arquidiocesano, a solenidade de Nossa Senhora do Carmo; os 327 anos de Mariana, primaz das Minas Gerais e o ‘Dia de Minas’, olhamos, com especial reverencia e admiração, para essa Mulher, escolhida entre todas, para ser a Mãe de Filho de Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo. A teologia católica a celebra como a ‘onipotência suplicante’, ou seja, aquela que tudo pode diante d’Ele, seu Filho humanado”, disse o Padre Marcelo Santiago, Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus de Mariana, e responsável pela homilia da celebração solene.

Chamando os presentes a refletirem sobre o pedido de Maria a Jesus, “Eles não têm mais vinho” (Jo, 2,3), quando o Messias realiza o seu primeiro milagre, Padre Marcelo, em sua reflexão, traçou paralelos entre essa passagem bíblica e os clamores por uma sociedade que não exclua ninguém.

“A sensibilidade e a solidariedade materna de Maria são aqui especialmente mostradas, ao perceber que o vinho estava para faltar, impedindo que a festa continuasse. A ela recorremos, qual Mãe solícita, para que não falte, aos nossos dias, o necessário às mesas do nosso povo. Que as populações, os cidadãos e cidadãs deste município e de Minas Gerais, os fiéis, o povo de Deus, todos tenham, sem excluir ninguém, acesso ao alimento espiritual e material; ao necessário para viverem com dignidade e fruto a sua vida e missão, concretizando o Projeto de Deus para toda a criação, conforme descrito no livro dos Gênesis: ‘Um mundo bonito, para uma humanidade feliz’”, clamou o sacerdote.

Durante a homilia, Padre Marcelo recordou a história do município mineiro que, em 16 de julho de 1696, a “bandeira” comandada por Salvador Fernandes Furtado de Mendonça se fixou à margem de um ribeirão, fundando o arraial que recebeu, por primeiro, o nome de Ribeirão do Carmo, em homenagem à Virgem Carmelita. Posteriormente, se tornaria a primeira vila, cidade e capital de Minas Gerais, recebendo o nome em homenagem à Rainha Maria Ana de Áustria, bem como a sede do primeiro bispado, em 1745, com a criação da Diocese de Mariana.

“Assim, Mariana é a cidade de Maria. Que bênção para todos nós, marianenses, e para Minas Gerais. Não somos órfãos, temos uma Mãe e Padroeira que se desvela, de modo especial, a nosso favor, em favor de todos os seus filhos e filhas. Sob a sua proteção, fomos construindo, em todos esses anos, uma pujante história que vence três séculos, de alegrias e dores, de acertos e erros, de conquistas e perdas…, mas sobretudo de aprendizado e superação face aos muitos desafios, de cada tempo. Não o será diferente, para esses nossos dias e para os tempos vindouros”, salientou o presbítero.

Por fim, Padre Marcelo felicitou à cidade e ao estado: “Parabéns Mariana, pelos seus 327 anos; Parabéns Minas Gerais, pelo seu ‘Dia’: Vida longa e abençoada, com muitos frutos, para o nosso município e o nosso Estado. A Ti, Mãe do céu, nossa eterna gratidão e louvor! A Ti, renovamos nossa entrega e consagração. Cuida de nós, seus filhos e filhas, querida Mãe, e nos ensine a sermos cuidadores uns dos outros, seguindo na ‘estrada de teu filho Jesus’, para que todos, saciados com o ‘vinho bom’, ‘tenham vida e vida em abundância’ (Jo 10,10)”, ressaltou.

Comenda do Dia de Minas

Ao término da Santa Missa, os presentes participaram, na Praça Cláudio Manoel (Praça da Sé), do ato cívico da entrega da Comenda do Dia de Minas. Durante a cerimônia, 50 personalidades e entidades foram condecoradas devido aos seus trabalhos em favor do desenvolvimento do município, do estado e do país. Entre os homenageados estavam o Padre Marcelo Moreira Santiago.

Dia do Estado de Minas Gerais

A instituição do dia 16 de julho como “Dia do Estado de Minas Gerais” ocorreu em 1979, por meio da Lei 7.561. Desde então, a data é celebrada todos os anos, com a transferência simbólica da capital para Mariana, em homenagem ao aniversário da cidade.

Fotos: Prefeitura de Mariana

Agenda