terça-feira

, 16 de agosto de 2022

“Ninguém é padre para si mesmo”, afirma Dom Airton ao ordenar quatro novos sacerdotes

07 de dezembro de 2021 Arquidiocese

Graça, júbilo e emoção marcaram o dia 04 de dezembro na Arquidiocese de Mariana, quando quatro novos jovens foram ordenados presbíteros para o serviço à Igreja: Bruno Gomes Silva, Carlos Heitor Fideles, Delvair Divino Xavier e Wagner José Nascimento Balbino.

A celebração foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Airton José dos Santos, na Basílica do Sagrado Coração de Jesus, em Conselheiro Lafaiete (MG). Ainda, estiveram presentes o Bispo Emérito de Oliveira (MG), Dom Francisco Barroso Filho, o Bispo Eleito da Diocese de Colatina (ES), Monsenhor Lauro Sérgio Versiani Barbosa, padres, diáconos e seminaristas da Igreja Particular de Mariana. 

Recordando que somente em 2021 oito novos padres foram ordenados na Arquidiocese de Mariana, Dom Airton destacou ainda no início da celebração que isso representa uma grande alegria para esta Igreja Particular. Ainda, em sua homilia, ele enfatizou que “ninguém é padre para si mesmo”, mas para a Igreja. 

Destacando que a ordenação é o coroamento do chamado recebido ainda na infância e consolidado o processo formativo no Seminário São José, o neo-sacerdote Bruno Gomes descreveu o momento como de muita alegria. “Eu escolhi para mim o lema ‘Tú és sacerdote eternamente’ (Sl 110,4) e que vai ser a marca do meu ministério: ser sacerdote, ser sinal de Deus no mundo. É uma alegria muito grande poder corresponder a vontade que Deus tem para mim e o chamado que ele me fez. Que eu possa corresponder com fidelidade”, comentou. 

“Viver esse momento é muito forte porque a gente sente que, realmente, a misericórdia divina nos escolheu, nos chamou, trazendo a nós esta resposta: sim, eu te chamei, e te fiz hoje sacerdote; que você possa ser muito feliz. Esse foi o sentimento mais profundo no meu coração e peço sempre a Deus que me dê a graça de ser um bom padre, um bom Pastor, como o lema da minha ordenação: ‘O bom pastor dá sua vida pelas ovelhas’ (Jo 10,11)”, afirmou o neo-sacerdote Wagner Balbino. 

Por sua vez, o neo-sacerdote Carlos Heitor pontuou que “é uma mistura de sentimentos viver esse momento da consagração definitiva a Deus, conscientes das nossas limitações, mas agradecidos pela misericórdia de Deus e com muita disposição, com muita alegria, para o caminho, confiando que Ele nos chamou e Ele nos conduz sempre”. Para a data, ele escolheu como lema “Nós cremos no Amor” (1 Jo 4,16), demonstrando a sua proximidade com Deus, com os irmãos e com aqueles que serão confiados em seu ministério. 

“O sentimento que perpassa em meu coração é o de muita alegria e gratidão a Deus porque Deus quis, por sua bondade, se servir de mim”, afirmou o neo-sacerdote Delvair Divino que escolheu como lema para a ordenação sacerdotal “Tenham em vocês os mesmos sentimentos que havia em Jesus Cristo” (Fl 2,5). 

Agenda