terça-feira

, 16 de agosto de 2022

No Dia do Padre, conheça a história de São João Maria Vianney, padroeiro dos presbíteros

04 de agosto de 2022 Arquidiocese

Nesta quinta-feira, 04 de agosto, comemora-se o Dia do Padre. A data remete à memória litúrgica de São João Maria Vianney que, em 1929, foi instituído pelo Papa Pio XI como “padroeiro dos sacerdotes”.

A vida do santo

Imagem: Canção Nova

Popularmente conhecido como Cura D’Ars, o presbítero nasceu em 08 de maio de 1786, na cidade de Dardilly na França. Pertencente a uma família humilde, desde cedo ajudava a sua família na lavoura e aos 17 anos ainda era analfabeto. Apesar disso, vivenciou sua religiosidade fortemente, por meio dos ensinamentos aprendidos com a sua mãe.

Aos 17 anos, sentiu-se chamado ao sacerdócio, tendo como intenção era salvar almas. Entretanto, devido ao pouco conhecimento intelectual, sua caminhada não foi fácil. Durante o percurso, contou com a ajuda de alguns sacerdotes como o Padre Abbé Balley, pároco de Écully que o instruiu nesse processo. Em 13 de agosto de 1815, com a idade de 29 anos recebeu a ordenação sacerdotal.

Em 1818, foi enviado para Ars, uma aldeia paga no sudeste da França, onde havia 230 habitantes, onde dedicou a sua vida à caridade.

Inspiração para os presbíteros

Modelo de fé e exemplo a ser seguido pelos ministros ordenados, o Vigário Geral da Arquidiocese de Mariana, Monsenhor Luiz Antônio Reis Costa, comenta sobre a vida do santo:

“Celebramos, hoje, a vida e o testemunho inspirador de São João Maria Vianney, o Cura D’Ars. No início do seu ministério foi designado para uma pequena paróquia mergulhada na pobreza material e na decadência moral. Incansavelmente evangelizou aquele povo durante 40 anos. Ars se transformou em outra e milhares de peregrinos chegavam para ouvir as pregações e catequeses daquele humilde sacerdote e, principalmente, serem ouvidos em confissão.

O Santo Cura D’Ars falou claro e sem temor sobre a gravidade do pecado e a beleza da misericórdia de Deus, convertendo assim milhares de pessoas e restaurando-lhes a dignidade de filhos de Deus.

O êxito pastoral de São João Maria Vianney tinha origem nisto: ele sabia perfeitamente quem era e o que devia fazer pelo povo de Ars. Suas ideias não eram confusas e soube afrontar a situação crítica, colocando-se como servidor de um povo ferido e afastado de Deus. Esse é um dos grandes motivos que fazem de São João Maria Vianney o padroeiro de todos os padres”. (Mons. Luiz Antônio Reis Costa)

Nesse dia, a Arquidiocese de Mariana parabeniza todos os padres do Clero Marianense pela sua dedicação e entrega ao ministério sacerdotal.

 

*Fonte de pesquisa  Vatican News e Canção Nova

Agenda