quarta-feira

, 29 de maio de 2024

Novos leitores e acólitos são instituídos no Seminário São José

08 de novembro de 2022 Arquidiocese

No último domingo, 06 de novembro, aconteceu no Santuário Arquidiocesano de Nossa Senhora do Carmo, em Mariana (MG), a instituição dos novos ministros leitores e acólitos do Seminário São José. A cerimônia aconteceu durante Missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Airton José dos Santos, e contou com a presença dos padres formadores e das paróquias de origem dos seminaristas, bem como os familiares dos instituídos.

As instituições do leitorato e acolitato são passos dados pelos seminaristas da Etapa da Configuração, durante os estudos de Teologia, e marcam a aproximação gradual ao ministério ordenado, que é almejado pelos candidatos às ordens sacras.

Dom Airton com os seminaristas seminaristas instituídos leitores.

À ocasião, foram instituídos nove seminaristas no ministério do leitorato e dois no ministério do acolitato. Sendo os leitores: Anderson Aírton Dionísio, Edgar Rodrigues de Faria, Kleiton da Silva Gomes Paschoal, João Pedro Silva Ribeiro, Lucas Vilela Gonçalves, Maycon Aurélio Rodrigues, Moisés Galinari Tôrres, Pablo Soares Correia e Ronan Prata Pereira. Já os acólitos são: Antônio Marcos da Silva Barbosa e Gustavo Gerado Braz.

Para o seminarista Moisés Galinari, ter recebido o Ministério do Leitorato foi um sinal da bondade de Deus, que sempre o acompanha ao longo da sua caminhada vocacional no Seminário de Mariana. “Ao mesmo tempo, é claro, trata-se de um compromisso que assumo diante da Igreja e das pessoas em ser dócil na escuta, acolhida e no testemunho da Palavra de Deus ao longo desta jornada de configuração a Jesus Cristo, Bom Pastor. Ao dar este importante passo em meu discernimento vocacional, em meu coração, recordo tantos nomes de familiares, padres, amigos e catequistas que, durante a minha vida, foram instrumentos de Deus, apresentando-me a Sua Palavra como fonte para vida nova”, disse o jovem do 2º ano de Teologia e que tem como paróquia de origem a de São Sebastião, em Raul Soares (MG).

Dom Airton com os acólitos Antônio Marcos da Silva Barbosa e Gustavo Gerado Braz.

Recordando que “O Senhor é bondoso e compassivo” (Sl 102) e que o estilo de vida de Jesus foi o amor, o perdão e a solidariedade, o seminarista Gustavo Geraldo pontuou que esse deve ser o estilo de vida dos fiéis. “É assim que o cristão deve viver, se quer ser um homem novo. Com as comparações do pão e do vinho, Ele nos convida a sermos pessoas novas, que vivem ‘na justiça e santidade’ (Ef4,22)”, declarou.

Por fim, ele também compartilhou o seu testemunho sobre ter sido instituído acólito. “Ao receber o Ministério de Acólito estou muito feliz, [pois] quero a cada dia me configurar mais a Jesus Cristo, sendo instrumento do Seu amor e de Sua bênção na vida das pessoas. Ser acólito é estar a serviço do altar do Senhor e do próximo com alegria e disposição. Como ministro instituído, quero intensificar mais ainda o amor para com a Eucaristia e também a visita aos enfermos, levando para eles a comunhão eucarística”, partilhou Gustavo, do 3º ano de Teologia, e que tem como origem a Paróquia de São Sebastião, Ponte Nova (MG).

Texto: Equipe de Comunicação do Seminário São José

Fotos: Caio Amora