domingo

, 07 de agosto de 2022

“O caminho para sobriedade à luz da fé”: livro de autoria do padre Ronaldo Furtado ajuda na luta contra o vício 

19 de maio de 2022 Arquidiocese

O Assessor Arquidiocesano da Pastoral da Sobriedade, Padre Ronaldo Henrique Furtado, lançou, no último dia 08 de maio, o livro “O caminho para sobriedade à luz da fé”. A obra, fruto do interesse em ajudar os dependentes na luta contra os vícios, foi oficialmente lançada após celebração da Santa Missa na Paróquia São Sebastião, em Sem Peixe (MG), onde o sacerdote atua também Pároco.

Por essa razão, o Departamento Arquidiocesano de Comunicação (Dacom) conversou com o presbítero sobre a obra. Confira:

Logo oficial da Pastoral da Sobriedade/Divulgação

Dacom: Qual foi sua motivação para escrever este livro?

Padre Ronaldo: Há muitos jovens e adultos na dependência dentro de nossas casas, vários alcoólatras pelas ruas e dependentes perdidos e morrendo em consequência das drogas. Em nossas igrejas, grande é o número de famílias e até dependentes em busca de uma ajuda para obter a sobriedade.

Sendo assim, como Assessor da Pastoral da Sobriedade na Arquidiocese de Mariana e vivendo a realidade bem próximo das famílias e dependentes que sofrem por esses vícios, fui motivado a escrever o livro “O Caminho para a Sobriedade a Luz da Fé”. Logo, o que me incentivou, foi a necessidade que nossos irmãos em Cristo têm pela busca da sobriedade e querer ajudar mais pessoas, à luz da fé, a lutarem contra as drogas e o álcool.

Dacom: Quais os objetivos da obra?

Padre Ronaldo: O livro foi escrito em clima de oração e propõe uma reflexão sobre o caminho para a sobriedade à luz da fé. O objetivo principal é evangelizar. Temos também o intuito de suscitar conversão e fé nos dependentes, em suas famílias e nos demais leitores, para que possam praticar a oração e o amor mútuo. É uma forma de induzir a cura e a libertação da dependência, sobretudo, por meio da espiritualidade, levando à conquista da sobriedade.

Por fim, temos a finalidade de animar a todos: os membros que trabalham com casas de recuperação, com grupos de apoio ou autoajuda, as demais pastorais e todo o Povo de Deus para que possam se unir. Por meio da união, estarão atentos a essa necessidade, evangelizando, amando e indo ao encontro daqueles que têm o rosto do Crucificado e Ressuscitado: os toxicodependentes e suas famílias.

Dacom: Como o livro pode ajudar nos trabalhos da pastoral, tanto dos agentes, quanto dos que estão seguindo o caminho para reabilitação?

Padre Ronaldo: A leitura do livro pode ajudar em vários trabalhos pastorais. Como disse o Padre Euder Daniane Canuto Monteiro na apresentação da obra, “percebendo suas orientações, bem como os testemunhos que nele se encontram, todos nós podemos nos enriquecer muito no conhecimento das causas que levam uma pessoa a se tornar adicta e mesmo das consequências terríveis do mal do vício na vida de uma pessoa e de sua família”.

E para os que buscam a reabilitação, a sobriedade, o livro apresenta pistas na luta contra as drogas por meio do encontro com Deus e do amor verdadeiro a ser recebido e oferecido.

Divulgação

Dacom: Quais os principais ensinamentos que você acredita que o livro pode proporcionar?

Padre Ronaldo: Dentre os principais ensinamentos que a obra pode proporcionar, destaco a evangelização. Depois, temos o conhecimento do que vem a ser a droga e a dependência à luz da fé; apresenta os motivos do uso, os efeitos e as consequências de algumas drogas mais usadas na sociedade; apresenta orientações para o dependente e familiares. Ainda, por meio de testemunhos e das orações demonstra que é possível viver a sobriedade, pois essa é a vontade de Deus, que todos “tenham vida, e a tenham em abundância” (Jo 10,10).

Dacom: A obra traz algo de novo dentro da discussão sobre o tema?

Padre Ronaldo: Acredito que a obra traz sim algo de novo dentro da discussão do tema. Primeiro, por ser uma obra que se fundamentada na Bíblia, no Catecismo da Igreja Católica e em outros documentos da Igreja, trazendo até citações de alguns Papas. Depois, aborda efeitos

Arquivo pessoal do Pe. Ronaldo

e consequências, os quais entendo que, como apresentados, são novidades na área. Por fim, traz testemunhos de quem está sóbrio e orações que ajudam na sobriedade.

Dacom: Desde que você assumiu a pastoral, como tem sido sua caminhada à frente deste serviço tão importante e necessário?

Padre Ronaldo: Desde que eu assumi como assessor da Pastoral da Sobriedade na Arquidiocese de Mariana busquei estar próximo dos agentes e da Coordenação Arquidiocesana. Assumi a assessoria no tempo da pandemia. Sendo assim, buscamos fazer um trabalho on-line de escuta e avaliação dos agentes dos grupos de autoajuda; planejamos o calendário do ano 2022, o qual traz o retiro que acontecerá nos dias 09 e 10 de julho, e a apresentação e formação da Pastoral da Sobriedade nas paróquias e regiões.

Também, sondamos quais as casas de recuperação temos dentro de nossa Arquidiocese para que possamos fazer um trabalho de unidade. Como disse Cristo: “Eu sou o Bom Pastor: o Bom Pastor dá a sua vida pelas suas ovelhas” (Jo 10,11). Logo, sinto que estar à frente dessa pastoral é realmente ser o Bom Pastor junto as ovelhas que estão perdidas e machucadas. Por isso, precisamos de mais pessoas que somem conosco a esse trabalho.

Dacom: Como as pessoas interessadas podem adquirir a obra?

Padre Ronaldo: Pode entrar em contato diretamente comigo pelo número (32)99900-2725 ou pedir nas paróquias para que solicitem um lançamento ou o encaminhamento dos livros. Também, estarei me organizando para deixar com alguns agentes da Pastoral da Sobriedade que poderão vender a obra. Ainda, haverá um novo lançamento marcado para dia 27 de maio, às 19h30, na Comunidade Cristo Glorificado – Bairro Caiçaras, na Paróquia Nossa Senhora da Penha, em Barbacena (MG).

Agenda