terça-feira

, 09 de agosto de 2022

O livro “Dizer o testemunho” foi lançado em Mariana

26 de agosto de 2016 Arquidiocese

O segundo volume do livro “Dizer o Testemunho”, fruto de uma parceria da Faculdade Arquidiocesana de Mariana (FAM) e a Editora Paulinas, foi lançado na noite dessa quinta-feira, 25 de agosto, no auditório da FAM em Mariana. A obra reúne artigos escritos por Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida, que foram publicados pelo jornal Folha de São Paulo entre janeiro de 1988 a dezembro de 1992.

“Esse estudo foi fruto de um projeto de pesquisa da FAM onde foram constituídos três grupos, que dividiram também as seções do livro, em religião, sociedade e política. Cada seção tinha um professor para acompanhar, ler os artigos e produzir um ensaio introdutório no tema que tinha interesse. O volume II corresponde ao período em que Dom Luciano chegou a Mariana 1988-1992, mas a ideia é da sequencia porque Dom Luciano publicou até 2006”, explica um dos organizadores da obra, padre Edmar José da Silva.

O lançamento fez parte da programação da Semana Acadêmica Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida. Além de padre Edmar, o padre Edvaldo Antônio de Melo foi um dos organizadores da obra.

O nascimento de um livro

“A ideia surgiu, em 2011, durante uma conversa com os padres que trabalhavam na FAM. A proposta era ler alguns artigos de Dom Luciano e produzir algum trabalho em cima desses artigos, só que quando nós fomos ver, nós percebemos que são 1129 artigos. Então surge a ideia de separar a leitura desses artigos”, conta padre Edmar.

Em agosto de 2013, durante a comemoração do 10º aniversário da Faculdade Arquidiocesana de Mariana e do 25º aniversário de posse de Dom Luciano como Arcebispo de Mariana, foi lançado o volume 1 do livro “Dizer o Testemunho”. A obra apresenta os artigos escritos por Dom Luciano que haviam sido publicados pelo jornal Folha de São Paulo, entre entre 1984 e 1988.

Identidade de Dom Luciano

Entre as percepções, padre Edmar conta que Dom Luciano escreve de uma maneira muito simples. “Ele parte de uma situação do cotidiano, da vida de alguém ou algum acontecimento maior, a nível de Brasil e mundo, e a partir daí ele aborda temas teológicos bem profundos. Percebemos, também, como ele consegue ver Deus em todas as coisas, que é um princípio da sua espiritualidade. No primeiro volume ele escrevia e falava muito sobre os menores abandonados, já no segundo volume ele mudou um pouco a sensibilidade, ele continuou falando dos menores, mas também de indígenas, portadores de HIV, deficientes, encarcerados. Uma espiritualidade muito voltada para o compromisso com os irmãos”, ressalta padre Edmar.

Tese: Caridade e Justiça em Dom Luciano

O resultado da tese de doutorado de padre Darci Fernandes Leão também fez parte da programação. Intitulada “Caridade e justiça em Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida (1930-2006). Uma interpretação teológico-moral de seus escritos e do seu testemunho de vida”, a tese foi defendida no dia 15 de março de 2016 em Roma.

“Para mim é uma grande alegria poder estar na Faculdade que tem o nome de Dom Luciano, nos dez anos de sua páscoa. Principalmente podendo refletir sobre ele. É uma felicidade e, ao mesmo tempo, eu sinto que é um grande compromisso a gente estar tentando seguir os ensinamentos dele, que são o amor a Jesus e o amor as pessoas, principalmente as pessoas mais pobre neste mundo de hoje”, disse padre Darci.

Agenda