segunda-feira

, 15 de agosto de 2022

O que é a Legião de Maria?

30 de maio de 2022 Arquidiocese

Foto: Arquidiocese de São São Salvador

O mês de maio é tradicionalmente dedicado a Nossa Senhora e as devoções marianas. Encerrando esse bonito tempo, conheça sobre a Legião de Maria.

A Legião de Maria é uma associação de católicos que, com aprovação da Igreja e sob o comando de Maria medianeira de todas as graças, se constitui em legião para servir na guerra, travada pela Igreja, contra o mal que existe no mundo. A Legião está, por isso, organizada à maneira de exército, mas com as armas que não são deste mundo.

O Papa João XXIII disse: “A Legião de Maria apresenta a verdadeira face da Igreja católica.” Uma organização de voluntários, cuja finalidade é a glória de Deus, por meio da santificação dos membros, pela oração e cooperação ativa, sob a direção da autoridade eclesiástica, na obra de Maria e da Igreja.

O espírito da legião é o próprio espírito de Maria, de quem os legionários devem imitar a sua profunda humildade, a obediência perfeita, a doçura angélica, o modelo desta vida espiritual e apostólica é a bem-aventurada Virgem Maria, rainha dos apóstolos levando na terra uma vida semelhante à do comum dos homens, cheia de cuidados domésticos e de trabalhos. A todo o momento, se mantinha unida o seu Filho e de modo singular ela cooperou na obra do salvador.

A Legião espera de seus filhos, em toda parte, esta docilidade heroica e suave para com a autoridade legítima no desempenho de seu trabalho cotidiano, não só com heroísmo e sacrifício, mas, sobretudo, com o amor de Jesus traduzido no seu trabalho semanal, dois a dois, na sua participação ativa, efetiva e afetiva nas reuniões demonstrando assim, a sua lealdade legionária.

Pela água do batismo e pela unção da crisma, os leigos participam do tríplice múnus de cristo: profeta, sacerdote e rei. O legionário de Maria sabe da sua inserção no Corpo Místico de Cristo chamado a viver as dimensões do laicato, de acordo com o manual, sobretudo, as grandes dimensões do apostolado leigo, propostas pelo seu fundador Frank Duff, leigo fiel e exemplar, em sua vocação e missão, em total sintonia com Maria que é estímulo para que os fiéis leigos vivam integralmente sua missão na Igreja para o mundo. Os legionários são protagonistas com as virtudes de Maria e os dons do Espírito.

Um apostolado para exercitar o mandamento da solidariedade e da fé imitando Jesus em sua perfeita obediência para com seus pais, Maria e José, as duas pessoas privilegiadas que Deus colocou junto d’Ele. E assim crescia em: graça, estatura e sabedoria. E, como ele mesmo, bem disse: “Não vim para ser servido, mas, para servir e ser “obediente até a morte E dirá a nós: “Estive enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim. Perguntar-lhe-ão os justos; quando foi que te vimos enfermos ou na prisão e fomos te visitar? Responderá o rei: em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um dos irmãos mais pequeninos, foi a mim que o fizestes. (Mt, 25, 35,39-40).

Texto: Sueli Soares – Representante da Legião

Publicado originalmente na edição nº do Jornal Pastoral – LEIA AQUI

Agenda