sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

“O Senhor ressuscitou verdadeiramente”, disse Dom Geraldo na missa da Páscoa

02 de abril de 2018 Arquidiocese

O clima de alegria tomou conta da Praça dos Ferroviários, em Mariana, na tarde desse domingo, 1° de abril, durante a celebração da Páscoa. A missa, que reuniu centenas de fiéis, foi presidida pelo arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, e concelebrada pelo cônego Nedson Pereira, padre Geraldo Barbosa, padre Adilson Luiz e cônego Arnóbio Passos Cruz.

“A primeira leitura, tirada do livro dos Atos dos Apóstolos, nos traz o centro da mensagem que há vinte séculos a Igreja, com fidelidade, transmite através da história. É o Querigma, isto é, o primeiro anúncio. Não só primeiro, na ordem cronológica, mas, o primeiro pelo fundamento de tudo mais que nós cremos. Jesus anuncia o reino de Deus, este é o tema da pregação de Jesus. E os apóstolos anunciam Jesus Cristo”, disse o arcebispo.

Dom Geraldo ressaltou na homilia as coisas boas realizadas por Jesus. “Jesus ungido por Deus, com o Espírito Santo e com poder, andou por toda a parte fazendo o bem. Jesus fez o bem. Acolheu os pequeninos, perdoou os pecadores, abençoou as crianças, restituiu vista ao cegos, curou os surdos, os paralíticos, os leprosos, ressuscitou mortos, só fez o bem. E como pagamento ele recebeu a morte na cruz. Que maldade, que injustiça, que violência. Não foi um assassinato cometido assim de maneira que ninguém consegue desvendar. Ele foi levado ao tribunal e mesmo sem ter sido considerado culpado, porque não encontraram nada que pudesse justificar a sua condenação, mesmo inocente, ele recebe a condenação de morte”, afirmou.

Ressaltando que Jesus ressuscitou no terceiro dia, Dom Geraldo disse que é este o mistério celebrado com fé pela Igreja. “Jesus, que foi crucificado, ressuscitou ao terceiro dia. Por isso, o domingo se chama dia do Senhor, o terceiro dia em que o Senhor estava depositado no sepulcro. E disso os apóstolos são testemunhas, porque eles conviveram com Jesus, eles comeram e beberam com Jesus depois que Ele havia ressuscitado. Nós devemos crer em Jesus para que em seu nome recebamos o perdão dos nossos pecados. Acreditar na ressurreição de Jesus é a nossa fé”, disse.

O arcebispo sublinhou que não basta dizer que Cristo ressuscitou, mas é preciso viver essa ressurreição. “Diante do túmulo vazio nós dizemos o Senhor ressuscitou verdadeiramente. Não basta proclamar com os lábios que acreditamos na ressurreição do Senhor é preciso vivenciar isto na fé. Se ressuscitar-se com Cristo esforçai-vos por alcançar as coisas do alto. Nós não fomos feitos para viver no atoleiro da maldade, do erro, do pecado, nós fomos feitos para as coisas do alto, para respirar o ar puro da graça de Deus. E assim, um dia, nós estaremos onde hoje Cristo está, sentado a direita do Pai. Aspirai as coisas celestes, aspirai o que é bom, verdadeiro, justo, digno. E não as coisas terrestres, o prazer, o dinheiro, o poder, a maldade, a corrupção, o ódio, a violência. Quando Cristo aparecer em seu triunfo, então, vós também aparecei com ele revestido de gloria”, finalizou Dom Geraldo.

Após a celebração os fiéis seguiram em procissão com o Santíssimo Sacramento até a Praça da Sé, onde Dom Geraldo realizou a benção do Santíssimo.

Agenda