quinta-feira

, 11 de agosto de 2022

Oração que eleva: todo dia 20, devotos rezam pela beatificação de Monsenhor Horta

22 de fevereiro de 2019 Arquidiocese

Por Gabriela Santos

Nos fundos da igreja Nossa Senhora das Mercês, de frente para o túmulo do Servo de Deus Monsenhor Horta, todos os dias 20 um coro de vozes entoa a oração por sua beatificação. A data, correspondente ao aniversário natalício do monsenhor, foi escolhida pelo arcebispo emérito da Arquidiocese de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, em 2010, na época da abertura do processo de beatificação.

“Canonização só se alcança com muita prece”, disse o arcebispo no dia, reforçando que o reconhecimento do possível santo é graça que Deus concede aos seus Servos e à sua Igreja. Movidos pela causa, um grupo de devotos persevera na participação das missas realizadas na igreja onde Monsenhor Horta foi capelão e hoje o seu corpo repousa.

Às 19h, o padre dá início à missa. O lembrete de que a celebração tem uma causa específica aparece na homilia. “Se olharmos a vida de Monsenhor Horta nós vamos perceber que ele ofereceu a Deus toda a sua consagração. Ele é modelo para nós, modelo de serviço ao outro, de disposição em ajudar quem necessita. Transmitiu seus ensinamentos a partir do seu testemunho de simplicidade, dedicando sua vida aqueles que necessitavam dele e confiando que Deus não o abandonaria núncia”, expressou cônego Nedson Pereira de Assis, celebrante dessa quarta-feira (20).

 

Voluntárias de Monsenhor Horta

O número de devotos presentes não é pequeno. Além de pedirem por graças, há alguns que levam o exemplo do servo de Deus adiante. “Eu venho por causa de um milagre que eu espero que ele atenda. Desde que cheguei a Mariana ouvia as pessoas falarem muito sobre ele e, então, comecei essa devoção”, revela Maria das Graças Amorim, natural de Raul Soares. Ela é a atual presidente da Associação ‘Voluntárias de Monsenhor Horta’, que trabalha em prol da sociedade.

Fundada por monsenhor Vicente Diláscio, a Associação busca ajuda para os necessitados. Atualmente, ela atende ao Lar Santa Maria. “O padre que fundou o Lar criou essa associação e pediu para que as voluntárias não abandonassem os idosos”, explica a presidente. Mais do que ajuda financeira, monsenhor Vicente ressaltou que era necessária a ajuda humanitária.

“Ele pedia para estarmos lá, conversarmos, distrairmos aos idosos com uma atividade física, o que fosse possível”, explica Bernadete Baeta, voluntária da associação. Uma vez por mês o grupo se reúne no Lar para essas atividades e durante o ano se mobiliza com bazares, jantares e bailes para arrecadar recursos que são destinados a compra das carnes da alimentação dos idosos.

A associação é composta por 34 voluntárias. Além de uma homenagem, o nome do Servo de Deus também é um lembrete para as integrantes. “A gente se inspira nele pra trabalhar”, diz Bernadete. Os interessados em participar podem se dirigir a sede, que fica na Rua Wenceslau Brás, número 38, no Centro de Mariana, ou procurar uma das voluntárias após as missas do dia 20.

 

Processo de Beatificação

O processo de beatificação e canonização de monsenhor Horta foi introduzido em sua fase diocesana no dia 27 de março de 2010, logo após a Missa do Crisma. Atualmente, a Arquidiocese está concluindo a tomada dos depoimentos que serão incluídos junto aos documentos que encerram a fase diocesana.

 

Oração pela beatificação de Monsenhor Horta

Ó Jesus, sumo e eterno sacerdote, que Vos dignastes elevar à dignidade sacerdotal, aqui na terra, o Vosso fiel servo Monsenhor Horta, e lhe concedestes a graça de ser o pregoeiro da Vossa bondade, glorificador devoto da Vossa Mãe Santíssima e modelo luminoso de caridade, de humildade e demais virtudes, dignai-Vos, agora, por Vossa benevolência, fazer conhecer Vossos desígnios a seu respeito concedendo-me, por sua intercessão, a graça… que Vos peço. Amém.

Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

 

Agenda