sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

Os eventos que marcam a beatificação de João Paulo I em 4 de setembro

12 de julho de 2022 Igreja no Mundo

Faltam pouco mais de 50 dias para a beatificação de João Paulo I, marcada para domingo, 04 de setembro, na Praça de São Pedro, às 10h30 (horário italiano), e presidida pelo Papa Francisco. O escritório da postulação da causa comunica algumas informações importantes sobre os três principais compromissos agendados naqueles dias em Roma e em Canale d’Agordo, terra natal de Albino Luciani.

Missa de beatificação de 4 de setembro na Praça de São Pedro

Na Missa com o rito de beatificação, a petição será lida pelo bispo da Diocese de Belluno-Feltre, Dom Renato Marangoni, enquanto excepcionalmente sede da causa de canonização do venerável Papa Albino Luciani, juntamente com o postulador de a causa, cardeal Beniamino Stella e a vice-postuladora Stefania Falasca.

Durante a beatificação, a Postulação doará ao Pontífice um relicário com uma relíquia do novo beato. Para participar da celebração, os ingressos gratuitos devem ser solicitados à Prefeitura da Casa Pontifícia, enquanto todos os bispos e sacerdotes que desejarem concelebrar, e diáconos participar, devem se inscrever diretamente no site: biglietti.liturgiepontificie.va.

A Vigília em São João de Latrão em 3 de setembro

Na noite anterior, sábado, 3 de setembro de 2022, às 18h30, será realizada a Vigília de Oração na Basílica de São João de Latrão, presidida pelo cardeal Angelo De Donatis, vigário geral de Sua Santidade para a Diocese de Roma. Na Basílica, que custodia a Cátedra do Bispo de Roma, João Paulo I tomou posse em 23 de setembro de 1978. O momento de oração será animado por cantos e leituras de trechos de seu magistério. Os ingressos não serão obrigatórios para a participação, sendo a entrada gratuita.

Missa de Ação de Graças em 11 de setembro em Canale d’Agordo

A Missa de Ação de Graças pela beatificação de João Paulo I será celebrada no domingo, 11 de setembro de 2022, na Diocese de Belluno-Feltre. Será às 16h00 na praça de Canale d’Agordo, local de nascimento do novo beato, com a participação dos bispos e comunidades das três sedes episcopais em que o novo beato exerceu seu ministério sacerdotal e episcopal: o patriarcado de Veneza, liderado por Dom Francesco Moraglia, a Diocese de Belluno-Feltre, com Dom Renato Marangoni e a Diocese de Vittorio Veneto, com o bispo Corrado Pizziolo. A Missa será presidida pelo patriarca Francesco Moraglia, metropolita da Província Eclesiástica de Veneza. Para informações sobre o evento, a referência é o site da diocese: chiesabellunofeltre.it

A menina que recebeu o milagre, sua mãe e padre Dabusti na Sala de Imprensa

Nos dias que antecedem a beatificação, será realizada uma coletiva na Sala de Imprensa da Santa Sé, organizada pela Postulação, que também contará com a presença da menina argentina milagrosamente curada em 2011, graças à intercessão do venerável João Paulo I, Candela Giarda, a mãe Roxana Sousa e o padre José Dabusti, pároco da igreja próxima ao hospital de Buenos Aires onde Candela estava sendo tratada e que sugeriu invocar João Paulo I.

Falasca: a importância da coleta das fontes sobre o futuro beato

A causa de canonização foi aberta em 2003, vinte e cinco anos após sua morte, em sua Diocese natal de Belluno-Feltre, e foi concluída em 9 de outubro de 2017 com o decreto sobre as virtudes, sancionado pelo Papa Francisco.

“A abertura da Causa – sublinha a vice-postuladora Stefania Falasca, vice-presidente da Fundação vaticana João Paulo I – permitiu também um trabalho fundamental que nunca havia sido realizado precedentemente e que nos permite falar com conhecimento de Luciani: a aquisição das fontes. Um trabalho de pesquisa, de tutela patrimonial, de estudo da sua obra e do magistério que hoje é realizado pela nossa Fundação”.

Texto: Alessandro Di Bussolo – Cidade do Vaticano

Imagem: Vatican News

Agenda