sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

OSIB: missão de estimular e orientar as iniciativas em prol das vocações

29 de novembro de 2019 Arquidiocese

Tendo como missão estimular, acompanhar e orientar as várias iniciativas em prol das vocações e dos ministérios, a Organização dos Seminários e Institutos do Brasil (OSIB) é um setor que se integra com as Dimensões e Organismos da CNBB para implementar a ação evangelizadora e a formação na Igreja do Brasil, além de se relacionar com Organismos afins do CELAM e de toda a Igreja.

“A OSIB tem um papel importante no sentido de acompanhar, promover e ajudar na articulação da formação dos futuros presbíteros em nossas dioceses e de acompanhar e orientar as várias iniciativas em prol das vocações e dos ministérios. Ela se pergunta sobre a formação e o cuidado daqueles que ajudam na formação de outros. Encontramo-nos como formadores para compartilhar nossas alegrias e esperanças. Encontramo-nos formadores e formandos para pensar as diversas realidades que atravessam nossa realidade eclesial sejam como desafios ou como conquistas. Encontramo-nos para pensar as propostas e o nosso projeto formativo e se estamos caminhando na direção do que a Igreja nos orienta na Ratio Fundamentalise quais são os passos que precisamos dar para a edificação de uma formação de discípulos verdadeiramente missionários dispostos para servir às nossas “comunidades eclesiais missionárias” (DGAE 2019-2023)”, explica padre Euder Daniane Canuto Monteiro, diretor do Instituto de Filosofia do Seminário São José.

Em 2018, a Assembleia da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil do Regional Leste 2 foi acolhida pelo Seminário São José da arquidiocese de Mariana.

Nova presidência

Neste ano, na Assembleia da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil no Regional Leste 2, realizada no mês de outubro, padre Euder foi eleito o novo presidente da organização. Junto a ele, também foram eleitos os padres: cônego Sérgio Monteiro, Vice-presidente, da diocese de Campanha – MG; padre Marcos Tiago, Secretário, da diocese de Luz – MG; padre Edmilson Ferreira, Tesoureiro, da diocese de Leopoldina – MG; e, padre Aleandro Vieira, suplente, da diocese de Almenara – MG.

Segundo ele, foi uma surpresa a indicação de seu nome. “Não era realmente algo que imaginava ou que colocava como horizonte nessa missão que exerço como formador no Seminário de Mariana, dirigindo atualmente a Etapa do Discipulado. Mas, uma vez que fui eleito para a função de presidente no quadriênio de 2019 a 2022, pretendo trabalhar muito junto da equipe da presidência que foi eleita comigo”, disse.

Padre Euder completou que sua expectativa é que junto com a equipe e os formadores, eles possam servir humildemente às vocações em vista de contribuir com as necessidades pastorais e espirituais da Igreja. “Queremos conhecer melhor e seguir atentos o documento 110 da CNBB que traz as “Novas Diretrizes para a Formação dos Presbíteros da Igreja no Brasil”,e que recentemente foi publicado, inspirado na “Ratio Fundamentalis Institutionis Sacerdotalis: O Dom da Vocação Presbiteral”, documento da Congregação para o Clero, que orienta todo o processo formativo da Igreja Católica no mundo”, finalizou.

Agenda