domingo

, 07 de agosto de 2022

Padre Afonso: Cinquenta anos a serviço do povo de Deus

04 de agosto de 2016 Arquidiocese

O padre Afonso João Chagas celebrou no dia 31 de julho sua Bodas de Ouro Sacerdotal. Filho de Adriano Vicente dos Reis Chagas e Efigênia Luiza de Abreu Chagas, padre Afonso nasceu no dia 31 de janeiro de 1941 e foi batizado em janeiro do mesmo ano. Ele recebeu o sacramento da crisma no dia 9 de outubro de 1943 e e a 1ª Eucaristia em 1º de abril de 1947.

Sua infância junto aos seus sete irmãos foi no sítio “Vista Alegre”. O aprendizado da escrita se deu no lar, com suas tias e avó materna. Na escola, sua primeira professora foi sua avó Amália Paulina. Assim então crescia Afonso em tamanho, obediência e amor aos pais.

Sua avó materna, mais uma vez, auxiliou na trajetória do conhecimento. Professora que era, solicitou ao bispo Auxiliar de Mariana que reservasse um “lugar” para seu neto e assim aconteceu. No ano de 1953, partia Afonso, acompanhado de seu pai, para o Seminário Menor de Mariana.

Já na conclusão dos estudos do Seminário Menor sentir a batina era mais que um desejo, era a certeza de que a caminhada seria longa e difícil. Com alegrias e sorrisos acanhados ia Afonso com sua batina, sonhando o dia a chegar, o de ser sacerdote.

No ano de 1960, lá vai Afonso, calmo, sereno, de certo modo tímido, ingressar no Seminário Maior São José, em Mariana, e em 1963 cursou Teologia. Em 1964, recebeu a Tonsura na Catedral de Mariana, das mãos de Dom Oscar de Oliveira e assim foi caminhando o pequeno-grande Afonso. Em 1964 recebeu as ordens menores de leitorato  na Catedral de Mariana. Em 1966 recebeu a ordem maior do subdiaconato, recebendo também no mesmo ano a Ordem do Diaconato.

Aos 13 de março de 1966, em Furquim, realizou seu primeiro batizado. A criança não poderia ter outro nome senão aquele que recebera. Era, de fato, Deus a falar com Afonso: “Vai meu Filho, vai ser Sacerdote, vai ser o propagador de minhas palavras, vai ser Sacerdote na vida, nas ações, nos pensamentos”; ah, e o nome da criança era João de Deus.

E o que foi ser o tão esperado Sacerdote Afonso?

Tornou-se o Afonso de Deus, a mostrar as veredas de Deus para tantos e tantas, a preparar caminhos, a ouvir, a orientar, a apoiar, a discordar para que o outro entenda que a discordância também aponta caminhos. O Sacerdote Afonso crescia em sabedoria

O primeiro sermão foi proferido no dia 3 de abril de 1966, em Passagem de Mariana, e em abril do mesmo ano, juntamente com Guilherme Porto, realizaram a Semana Santa em Furquim, onde proferiu os Sermões do Mandato, Calvário e Paixão.

Tudo isto já era motivo de satisfação para o jovem Afonso e para sua família. Mas somente no dia 31 de julho de 1966, em Lamim, foi Ordenado Sacerdote.

Vai Afonso, Vai ser Sacerdote na Vida!

Sua Trajetória Sacerdotal

1º de agosto de 1966: Primeira missa do sacerdote, celebrada na Igreja de Lamim. Sua avó teve a primeira missa de corpo presente, quanta emoção, ela o levou para o Seminário e, agora ele a conduz a Deus. Em Itabirito, ficou menos de um mês, uma vez que fora transferido para Barbacena, onde começou a atuar no dia 17 de Outubro de 1966 como auxiliar na paróquia Nossa Senhora da Piedade. Em 1969 foi nomeado pároco em Rio Doce. Em 1973 exerceu seu sacerdócio em Santa Bárbara do Tugúrio e em 1976 assumiu a Paróquia de Mercês. Nomeado Coordenador diocesano da CEBs. Retornou à Basílica de São José em 1989. Ali ficando até o ano de 1999 quando assumiu os trabalhos em Alto do Rio Doce.

Uma dor se deu nesse intervalo de tempo, sua mãe falecera em 1998, estava viva quando completou 25 anos de serviços a Deus, no ano de 1991 e do céu acompanhou os seus 30 anos de sacerdócio, em 1999. Do Alto do Rio Doce, chegou a Congonhas o Sacerdote Afonso, dia 26 de fevereiro de 2000 apresentado à Comunidade da Paróquia de “Nossa Senhora da Conceição” aqui ficando até o ano de 2009.

Em sua despedida aos paroquianos de Nossa Senhora das Mercês, disse-lhes “Deus realiza prodígios através de meu ministério sacerdotal. É bom mudar para poder ser útil e permitir que outro sacerdote anuncie a palavra de Deus para vocês. É assim o reino de Deus: uns semeiam outros colhem, mas é o Pai que dá a vida. Estou saindo em paz com todos”.

50 anos a Serviço de Deus, 50 anos a serviço dos irmãos e irmãs.  Que venham mais “Afonsos” vida afora. O mundo carece de mais e mais Sacerdotes como O Sacerdote Afonso, que demonstra com sua simplicidade e humildade a melhor forma de agradar a Deus.

Agenda