quinta-feira

, 30 de maio de 2024

Padre Rogério Venâncio de Rezende comemorou 59 anos de sacerdócio em Cipotânea

07 de julho de 2023 Arquidiocese

A cidade de Cipotânea (MG) esteve em festa no último dia 29 de junho. A comemoração dos 59 anos de sacerdócio de Padre Rogério Venâncio de Rezende, pároco da Paróquia São Caetano, movimentou a rotina da pequena cidade pertencente à Forania de Alto Rio Doce, Região Mariana Sul.

Em clima de alegria, o município comemorou os 59 anos de sacerdócio do pároco local, lotando a igreja para a participação na Santa Missa, os fiéis agradeceram ao presbítero pelos anos dedicados à paróquia e à comunidade cipotanense, prestando-lhe homenagens e orações.

Na data, estiveram concelebrando os padres Adelson Laurindo Sampaio Clemente (Pároco em São José, Alto Rio Doce, e Administrador Paroquial de São Caetano, em Cipotânea, e Vigário Episcopal da Região Mariana Sul), Fabiano Milione (Vigário Paroquial em Alto Rio Doce), José Henrique Coelho (Vigário Paroquial em Alto Rio Doce), Rodrigo Marcos Ferreira (Vigário Forâneo de Alto Rio Doce e Pároco de Nossa Senhora do Desterro, em Desterro do Melo).

Após a bênção final, os presentes foram convidados a participar das comemorações, na praça da cidade. De forma criativa, Padre Adelson comandou o que se veria a seguir: as histórias e “causos” de Padre Rogério foram contadas em peças teatrais, onde os atores eram os próprios moradores. Muitas risadas e alegria: assim se definiu esse momento.

As homenagens continuaram com entrega de uma placa em reconhecimento a importância de suas ações e sua religiosidade. O prefeito Roberto Henriques de Oliveira fez a entrega, aplaudida por todos. Um jantar e bolo foram servidos a todos os presentes, com o clássico parabéns, entoado pelo grande público presente. O seu time de coração foi outro marco na data: com direito a crianças chegando com a bandeira do Atlético, no clássico Fusquinha, Padre Rogério recebeu mais esta homenagem, que se seguiu em seu bolo de aniversário, retratando sua paixão pelo futebol e pelo Atlético Mineiro.

Depoimentos

Arlindo das Dores Pereira, paroquiano de São Caetano:

“Foi muito gratificante celebrar 59 anos de vida sacerdotal de Padre Rogério, em nossa paróquia. É uma gratidão muito grande ele estar conosco há 53 anos. O quanto a gente tem aprendido com Padre Rogério! Com sua simplicidade, com sua humildade. O que me motiva a fazer parte desta paróquia, desta comunidade, é o exemplo dele: um homem de muita fé, um homem de muito ardor no coração. Um homem muito exemplar. Não temos que falar mal de Padre Rogério, só exaltar as coisas boas. Desde que ele chegou aqui, com sua vida simples, sua vida humilde, foi conquistando cada dia mais os devotos de São Caetano. Melhor, foi conquistando as pessoas para São Caetano, com seu jeito simples, com seu jeito alegre. O que me retrata muito a vida do Padre Rogério é a obediência. Muito obediente e muito prestativo com seu povo. A qualquer hora que se chega até ele precisando de algo, com todo carinho, amor e dedicação, atende a gente. Ele pode estar almoçando, tomando café, não importa: ele para e atende cada paroquiano. Ele deixa este legado de humildade, obediência e simplicidade. Não é um padre de muitas palavras, mas a vida dele fala tudo. Ele é nosso exemplo e me sinto muito feliz em fazer parte desta comemoração com nosso padre. Foi uma celebração muito especial, com apresentações teatrais contando a vida de padre Rogério. Foi divertido, demais! Tem a história do casamento e enterro tudo junto, a história da noiva com o noivo que sumiu, o famoso fusquinha que já carregou 16 pessoas de uma vez para um jogo. Tudo retratado em teatro de forma fiel ao que ele conta. Claro, tem muito mais casos, mas a forma como foi feito foi muito divertido e uma forma dele relembrar tudo que guarda na memória!”, frisou.

Padre Geraldo Martinho Arantes, Vigário Paroquial da Paróquia Bom Pastor, em Barbacena (MG)

“Falar a respeito do Padre Rogério é uma grande alegria. Porque ele é uma pessoa especial na minha vida. Foi com ele que a primeira vez me confessei e recebi o Sacramento da Eucaristia. Também preparado para receber o Sacramento do Crisma. Padre Rogério é uma pessoa de muitas qualidades, dentre as quais destaco a humildade. Enfim, posso dizer que ele é uma espécie de pai espiritual na minha caminhada de fé”, ponderou o sacerdote.

Sobre Padre Rogério

Padre Rogério Venâncio de Resende nasceu em 18 de maio de 1936, na cidade de Nossa Senhora dos Remédios.  Recebeu o sacramento da ordem em 29 de junho de 1964. Logo após sua ordenação, foi nomeado vigário paroquial na cidade de Conselheiro Lafaiete (MG), na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, exercendo seu sacerdócio por dois anos. Passou depois pela Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Miguel Burnier, e nos próximos três anos, pela Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Engenheiro Correia.

Após o falecimento de Padre Argemiro Benigno de Carvalho, então pároco na Paróquia São Caetano, Padre Rogério foi nomeado pároco para a cidade de Cipotânea, em 17 de abril de 1970, onde está até hoje. São 53 anos de sacerdócio somente na Paróquia São Caetano, período esse que, segundo relato de seus paroquianos e moradores, exercidos com amor e dedicação.

Criou raízes, construiu amizades, fez e continua fazendo história. O carinho de seus paroquianos e a cumplicidade que desenvolveu com os moradores fizeram com a história da cidade se misturasse com a sua pessoal. Cada fiel, cada paroquiano, moradores da cidade e das comunidades que pertencem à paróquia, são unânimes em definir a sua importância para a cidade. A forma como trata os fiéis e jeito simples de contar suas histórias levam muitos a Casa Paroquial, para um simples bate-papo.

Padre Rogério continua encantando seus paroquianos e filhos de Cipotânea. Segue firme celebrando suas missas, visitando as comunidades da zona rural e recebendo de portas abertas, os moradores da cidade, que se tornaram sua família.

Texto: Ana Paula Mendes dos Santos

Fotos: Paróquia São Caetano, em Cipotânea