sexta-feira

, 24 de maio de 2024

Papa Francisco assina com jovens economistas pacto para a construção da “Economia do Evangelho”

26 de setembro de 2022 Igreja no Mundo

Na manhã do sábado, 24 de setembro, o Papa Francisco assinou com cerca de mil jovens provenientes de 120 países, reunidos em Assis para a o evento global “Economia de Francisco” o Pacto, individualmente e todos juntos, no qual se comprometem a gastar suas vidas para que a economia de hoje e de amanhã se torne uma Economia do Evangelho. Portanto:

  • uma economia de paz e não de guerra,
  • uma economia que contraste a proliferação das armas, especialmente as mais destrutivas,
  • uma economia que se preocupa com a criação e não a saqueia,
  • uma economia a serviço da pessoa, da família e da vida, respeitosa de toda mulher, homem, criança, idoso e especialmente dos mais frágeis e vulneráveis,
  • uma economia onde o cuidado substitui o descarte e a indiferença,
  • uma economia que não deixa ninguém para trás, para construir uma sociedade na qual as pedras descartadas pela mentalidade dominante se tornem pedras angulares,
  • uma economia que reconhece e protege o trabalho digno e seguro para todos, especialmente para as mulheres,
  • uma economia onde a finança é amiga e aliada da economia real e do trabalho e não contra elas,
  • uma economia que sabe valorizar e preservar as culturas e as tradições dos povos, todas as espécies vivas e os recursos naturais da Terra,
  • uma economia que combate a miséria em todas as suas formas, reduz as desigualdades e sabe dizer, com Jesus e com Francisco, “bem-aventurados os pobres”,
  • uma economia guiada pela ética da pessoa e aberta à transcendência,
  • uma economia que cria riqueza para todos, que gera alegria e não apenas bem-estar, pois a felicidade não compartilhada é muito pouco.

Os jovens reafirmamos neste Pacto: nós acreditamos nesta economia. Não é uma utopia, porque já a estamos construindo. E alguns de nós, em manhãs particularmente luminosas, já vislumbram o início da terra prometida.

Assis, 24 de setembro de 2022

Economistas, empreendedoras, empreendedores, transformadores, estudantes, trabalhadores e trabalhadoras. 

Texto: Vatican News

Foto: Vatican Media