terça-feira

, 09 de agosto de 2022

Paróquia Nossa Senhora da Piedade celebra jubileu áureo sacerdotal do padre José Miguel, do Mons. Côn. Cenaque e do padre José Cassimiro

30 de novembro de 2021 Arquidiocese

A Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Piedade de Ponte Nova (MG), pertencente à Região Mariana Leste, celebrou, no último dia 28, o jubileu áureo sacerdotal do padre José da Silveira Miguel, do Monsenhor Cônego Caetano Cenaque Piovezzani (ilustres filhos da cidade) e do padre José Cassimiro Sobrinho, membro da turma de seminário dos dois padres piedadenses.

À ocasião, a celebração eucarística contou com a presença de diversos integrantes do Clero Marianense, além de paroquianos, familiares, amigos e paroquianos dos jubilandos.

Padre Fabiano Alves de Assis é o atual pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade, em Piedade de Ponte Nova

Convidado pelos jubilandos para proferir a homilia, o pároco, padre Fabiano Alves de Assis, ressaltou em sua fala sobre a principal missão do sacerdócio. “Tal como o tempo em que estamos celebrando, o Advento, a missão do padre é preparar o coração das pessoas para acolherem a Jesus. Levar Jesus até o coração das pessoas e levar as pessoas até ao coração de Jesus”, pontuou.  “Estamos à espera do Cristo que já veio uma primeira vez segundo a carne e que virá uma segunda vez segundo a glória. O sacerdócio é instrumento dessa espera e, enquanto esperamos, vamos vivendo por Cristo, com Cristo e em Cristo”, disse.

Ainda em sua fala, padre Fabiano ressaltou que celebrar o aniversário de ordenação presbiteral é um ato de muita gratidão a Deus que continua agindo no mundo na pessoa dos padres. Citando Mario Deplini, em seu livro “Padre nota 10”, o presbítero afirmou que contar com padres que têm 50 anos de sacerdócio é um dom para a Igreja e chegar a essa idade é tornar-se mestre sem deixar de ser discípulo. Ele ainda destacou quantas história têm os jubilandos para contar e quantos puderam se beneficiar da graça de Deus por meio do ministério sacerdotal dos três padres.

 

Sobre padre José Miguel

“Padre José Miguel chegou a assumir o cuidado pastoral de quatro paróquias ao mesmo tempo: Pedra Bonita (MG), Sericita (MG), Araponga (MG) e Ribeirão de São Domingos (MG). Sempre com ardor missionário, evangelizando as comunidades por onde passou na fidelidade a Jesus através da Igreja. Por onde passou, edificou comunidades, reformou Igrejas, construiu casas paroquiais. Construiu centros de pastorais numa abertura ao que nos pede e ensina o Concílio Vaticano II por uma Igreja mais próxima dos fiéis. Atualmente, servindo à comunidade paroquial e ao santuário de São Sebastião, em Raul Soares (MG)”, disse o pároco sobre o padre José Miguel.

 

Sobre Mons. Côn. Cenaque

“Monsenhor Cônego Caetano Cenaque Piovezzani foi professor, formador e reitor de nosso Seminário São José em um período de adaptação de nosso seminário à saída dos padres lazaristas e de adaptação aos ensinamentos do Concílio Vaticano II. É Monsenhor da Igreja Católica e Cônego, membro do cabido da Arquidiocese de Mariana. Acompanhou a formação dos leigos através do Cursilho de Cristandade e após contribuir com a formação dos futuros padres, vem há 30 anos pastoreando a Paróquia de Santo Antônio, em Santo Antônio do Grama (MG)”, destacou padre Fabiano.

Sobre Padre José Cassimiro

“Padre José Cassimiro Sobrinho, após uma experiência de pastor do povo de Deus de modo mais direto através da condução de comunidades paroquiais, tendo passado pelas paróquias de Nossa Senhora da Conceição, em Senador Firmino (MG) e em Piranga (MG), e na reitoria do Santuário do Senhor Bom de Jesus, em Congonhas (MG), especializou-se em direito canônico atingindo o grau de doutor e exercendo o seu ministério sacerdotal junto ao Seminário São José da Arquidiocese de Mariana e em outras dioceses. Foi chanceler do arcebispado e atualmente colabora servindo como vigário do Santuário de Santa Rita de Cássia em Viçosa (MG)”, recordou padre Fabiano.

Homenagens

Ao final da celebração, foram feitas várias homenagens aos jubilandos por parte dos paroquianos, familiares e pelas irmãs da Congregação Sacramentinas de Bergamo. Além disso, a Câmara Municipal de Piedade de Ponte Nova instalou uma sessão solene, na qual homenageou os jubilandos piedadenses com o diploma de honra ao mérito pelos relevantes serviços prestados à comunidade através da vivência do sacerdócio. Também o pároco, padre Fabiano foi homenageado pelos relevantes serviços prestados à sociedade piedadense.

Com última homenagem, o anfitrião disse que convidou por carta o Papa Francisco para estar presente à celebração, porém, sabendo da impossibilidade de sua presença, conseguiu junto à Santa Sé uma especial bênção apostólica para os jubilandos.

Agradecimentos

Por fim, o padre José Cassimiro agradeceu aos colegas padres jubilandos pelos 62 anos de companheirismo ao longo do tempo de seminário e da vida sacerdotal. Recordou que em uma reunião do Seminário Menor, padre José Miguel pediu orações por sua cidade que acabara de ser emancipada. Recordou que trabalhou com Monsenhor Cenaque no Seminário São José e que também, devido à função de chanceler do arcebispado, confeccionou a provisão de pároco do padre José Miguel como pároco de Raul Soares e o decreto de ereção da matriz de São Sebastião de Raul Soares a santuário. Recordou-se ainda que Dom Luciano fez questão que fosse citado no decreto que foi o padre José Miguel que pediu o título de santuário para a Matriz de Raul Soares. Agradeceu a todos pela presença e paciência e ao pároco, padre Fabiano, pela organização da celebração.

Monsenhor Cônego Cenaque iniciou seu agradecimento arrancando risos da assembleia ao dizer: “padre novo põe todo mundo para trabalhar, padre velho gosta é de sossego”. Agradeceu ao empenho do padre Fabiano na organização da celebração e na condução da paróquia. Agradeceu a presença do Monsenhor Natali, representante do Seminário. Agradeceu aos colegas padres e disse que Monsenhor Lauro é um presente que a Arquidiocese de Mariana está ofertando à Igreja. Agradeceu aos pais e familiares, aos superiores, ao padre que o batizou, padre Henrique, ao Cônego Guilermindo que o encaminhou para o seminário, ao Cônego Antônio de Pádua que foi seu zeloso pároco, ao Cônego Nelson Souza que foi seu padrinho de ordenação, reverência especial ao Dom Oscar de Oliveira que o ordenou padre e à sua madrinha de batismo que andou 60 km a pé para participar do Batismo.

Padre José Miguel, por sua vez, disse que foi junto com Monsenhor Caetano para o Seminário Menor, chamado Nossa Senhora da Boa Morte, com aproximadamente 10 anos. Padre José Cassimiro chegou dois anos depois para se somar à turma. Padre José Miguel disse que todos os anos é convidado para presidir no dia da padroeira a Santa Missa na intenção dos piedadenses ausentes e algumas outras celebrações de corpo presente. Ressaltou que padre Geraldo Maia já era mais idoso e não era muito aberto às modernidades, mas ele, com jeitinho, introduziu em Piedade de Ponte Nova a novena de Natal.

Padre Geraldo Maia percebendo o bem que fazia, aceitou posteriormente essa novidade e com as novenas de natal, inseriu na paróquia a preparação para o batismo e os grupos de reflexão. Padre José Miguel disse ainda a importância da presença das irmãs como convite vocacional às meninas para se despertarem para vocação religiosa. Agradeceu também as diversas homenagens recebidas e disse ter se sentido emocionado, sobretudo com a bênção do Papa.

Após a celebração, os jubilandos receberam os cumprimentos dos presentes e seguiram para um almoço preparado com muito carinho pelas voluntárias da Paróquia Nossa Senhora da Piedade. Deus seja louvado pelos 50 anos de ordenação presbiteral de nossos irmãos. Deus os ilumine para que sejam luz de Cristo por onde passarem.

Colaborou: Alaiane Aparecida do Monte Ventura

Fotos: Paróquia de Nossa Senhora da Piedade, em Piedade de Ponte Nova

 

Agenda