segunda-feira

, 04 de março de 2024

Paróquia Sant’Ana, em Guaraciaba, promove Natal Solidário com os atendidos pela Apae

14 de dezembro de 2023 Arquidiocese

A Dimensão Bíblica-Catequética da Paróquia Sant’Ana, em Guaraciaba (MG), em parceria com o empresariado local, promoveu na última segunda-feira, 11 de dezembro, um Natal Solidário para os atendidos pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

A iniciativa aconteceu em comunhão com a intenção de oração do Papa Francisco para este mês que convida à Igreja a rezar pelas pessoas com deficiência.

A Catequista Diógia Nataele Bailon relata como foi essa ação solidária:

O tempo do Advento é propício para o exercício da solidariedade e amor fraterno às pessoas mais necessitadas, sofredoras e excluídas.  Nesse período, somos chamados a acalmar o nosso coração e centrá-lo no verdadeiro significado deste tempo litúrgico.

Celebrar o Natal vai além das luzes e presentes, é também uma oportunidade de viver o verdadeiro espírito cristão. Neste ano, nossos catequizandos tiveram a nobre missão de serem mensageiros da alegria e solidariedade.

Em comunhão com intenção de oração do Papa Francisco para o mês de dezembro, que nos pede que ‘rezemos para que as pessoas portadoras de deficiência estejam no centro de atenção da sociedade, e as instituições promovam programas de inclusão que valorizem a sua participação ativa’, é que a Dimensão Bíblico-Catequética da Matriz Sant’Ana em Guaraciaba, em parceria com o empresariado local, promoveu o Natal Solidário para as famílias da Apae.

Essa ação não apenas celebra a solidariedade, mas também contribui para construir uma comunidade mais acolhedora e inclusiva, fortalecendo o espírito comunitário e demonstrando o compromisso com a valorização da participação ativa de todos.

Ao apadrinhar as crianças de Guaraciaba que frequentam a Apae, estamos seguindo os passos de Jesus, que nos ensinou a amar e cuidar do próximo. Esse gesto não apenas leva alegria aos corações das crianças, mas também é uma forma tangível de evangelização, transmitindo valores cristãos de compaixão e generosidade. Cada cartinha escrita com inocência tornou-se uma prece, e cada presente oferecido foi um testemunho do amor ao próximo.

Que essa ação ressoe não apenas como um evento isolado, mas como um compromisso contínuo com os ensinamentos de Jesus, irradiando luz e amor por meio da evangelização prática e do verdadeiro espírito natalino. Que, por meio desses gestos, possamos experimentar a presença de Jesus na alegria compartilhada e na compaixão estendida aos mais necessitados.

Texto e fotos: Diógia Nataele Bailon – Catequista – Matriz Sant’Ana, em Guaraciaba

Veja também:

Intenção de oração do Papa Francisco para dezembro é para com as pessoas com deficiência

Agenda