segunda-feira

, 15 de agosto de 2022

Paróquias de Ouro Preto divulgam nota sobre a confecção dos tapetes devocionais

08 de abril de 2022 Arquidiocese

Foto: Ane Souz 

As paróquias de Nossa Senhora da Conceição e Nossa Senhora do Pilar, em Ouro Preto (MG), por meio dos seus párocos, divulgaram nesta sexta-feira, 08 de abril, uma carta aberta sobre a confecção dos tapetes devocionais na cidade histórica.

Confira o texto na íntegra:

TAPETES DEVOCIONAIS

Carta aberta aos Ouropretanos e Visitantes,

Aproximando-se o período da Semana Santa, mais uma vez, neste ano de 2022, as Paróquias de Nossa Senhora do Pilar e Nossa Senhora da Conceição desejam, com a devida antecedência, ORIENTAR os fiéis, devotos e turistas sobre os critérios para a confecção dos TAPETES DEVOCIONAIS, para que tudo aconteça na mais perfeita ordem e piedade.

Conforme já noticiado no ano de 2018 e 2019, em nota conjunta emitida pelos párocos das Paróquias de Nossa Senhora do Pilar e Nossa Senhora da Conceição em Ouro Preto, os tapetes confeccionados para o DOMINGO DE PÁSCOA e para a festa de CORPUS CHRISTI fazem parte da tradição religiosa da cidade de Ouro Preto e, segundo alguns historiadores, remontam à Festa do Trinfo Eucarístico de 1733 e são chamados tapetes devocionais.

O objetivo destes tapetes é homenagear o Santíssimo Sacramento que é conduzido em procissão, solenemente, pelas ruas da nossa cidade. Portanto, desde longa tradição, eles devem conter única e exclusivamente símbolos católicos que evocam o amor do nosso povo à Eucaristia, bem como a piedade religiosa e a devoção popular.

Tratando -se de uma devoção estritamente católica, a Igreja e toda comunidade católica têm o direito de preservar os princípios litúrgicos de seus atos externos para que não se percam no tempo ou sejam desvirtuados seus propósitos por pessoas que não professam a mesma fé e não pertencem à mesma denominação religiosa.

É importante deixar claro, mais uma vez, que a confecção dos tapetes é de responsabilidade da própria comunidade católica ouropretana, porém devidamente orientada pelas paróquias. Não convêm que tão bela tradição do povo ouropretano seja desvirtuada para manifestações alheias à sua finalidade primeira e única.

Contamos com a colaboração, a compreensão e o empenho do generoso povo ouropretano e turistas, para que tudo ocorra na mais perfeita ordem e que a fé e a tradição sejam devidamente preservadas e respeitadas.

Padre Adilson Luiz Umbelino Couto   – Pároco de Nossa Senhora do Pilar 

Padre Edmar José da Silva –  Pároco de Nossa Senhora da Conceição

Ouro Preto, 08/Abril/2022

BAIXE O PDF DA CARTA AQUI

Agenda