terça-feira

, 23 de abril de 2024

Pastoral da Juventude avalia suas atividades de 2023 e planeja calendário para o próximo ano

05 de outubro de 2023 Arquidiocese

No último final de semana, dias 30 de setembro e 1º de outubro, a Coordenação Arquidiocesana da Pastoral da Juventude (PJ) se reuniu na cidade de Mariana e no distrito Passagem de Mariana para elaborar o calendário de atividades para o ano de 2024, além de avaliar algumas atividades desenvolvidas neste ano.

A reunião contou com a presença de onze jovens, representantes das cinco regiões pastorais da Arquidiocese. Durante o encontro, a Equipe analisou positivamente a presença da Arquidiocese na Romaria de 50 anos da PJ, realizada no dia 09 de setembro, em Aparecida (SP), com a presença de 130 jovens da Arquidiocese.

À ocasião, alguns jovens tiveram colaborações especiais na construção do evento, como a participação de Olivia Coelho, em um teatro contando a história da PJ no Brasil, e Bruno Queiroz, representando o Regional Leste 2 da CNBB, em um dos momentos orantes na Romaria.

Mudança de nome

Outra pauta debatida durante a reunião foi a mudança do nome “Equipe Central” para “Coordenação Arquidiocesana da Pastoral da Juventude”. Em um primeiro momento, a Ex-Assessora leiga da PJ, Elenice Simões, apresentou o contexto da origem do nome.

“A nomenclatura Equipe Central – EC, surgiu no ano da base em 2003, quando todas as atividades em níveis regionais e diocesanos foram suspensas para fazer o movimento de ir ao encontro dos jovens nas comunidades. Essa equipe tinha como função animar e acompanhar as atividades daquele ano, dedicado às bases”, explicou Elenice.

Para Olivia Coelho, “a mudança de nomenclatura de Equipe Central para Coordenação Arquidiocesana da Pastoral da Juventude, sintoniza esta coordenação com as demais instâncias de coordenação organizacional da PJ. É uma forma de voltar o olhar para a nossa história e perceber que, para além de equipe, norteamos um trabalho de evangelização da juventude, comprometido com uma base comum de estrutura que se assemelha às Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), sempre defendida pela Igreja em saída que tanto desejamos ser”.

“A PJ tem uma história importante na caminhada da juventude. Ela fortalece nossa vivência cristã e nos auxilia a sermos protagonistas do Reino de Deus. Nessa posição, é preciso que a Coordenação Arquidiocesana reflita esse propósito. Assim, a mudança de nomenclatura torna-se fundamental porque incentiva o trabalho da PJ na Arquidiocese de Mariana e fortalece nosso comportamento e compromisso com a comunidade jovem”, destacou Olivia.

Após essa reflexão, a Equipe votou e decidiu que a partir da presente data da reunião, 30 de setembro, a Equipe seria nomeada como Coordenação Arquidiocesana da Pastoral da Juventude, a fim de caminhar em comunhão com as instâncias regionais e nacionais.

DNJ 2023

Além da própria pauta, a Coordenação também participou na manhã de sábado, no Centro Arquidiocesano de Pastoral, da reunião com os representantes das expressões juvenis da Arquidiocese de Mariana para debater sobre o Dia Nacional da Juventude (DNJ).

Na avaliação da jovem Kenia Tavares, “a reunião foi muito importante, pois foi um momento de nos conhecermos mutuamente e conhecer os trabalhos que cada pastoral e movimento faz em prol de um objetivo comum: a evangelização da juventude”. “Na ocasião, discutimos também sobre o DNJ, onde fizemos ponderações importantes na decisão de mantê-lo, mesmo que em nível paróquia, pois é uma data celebrativa e marcante para a juventude”, disse.

Texto: Coordenação Arquidiocesana da Pastoral da Juventude

Fotos: Ana Dutra e Ryan Santos

Agenda