domingo

, 07 de agosto de 2022

Presépio inspirado nas tragédias de Bento Rodrigues e Brumadinho está em exposição no interior de São Paulo

17 de dezembro de 2019 Igreja no Brasil

O impacto dos crimes ocorridos em Bento Rodrigues, no ano de 2015, e em Brumadinho, no início deste ano, motivaram o artista plástico Wilson César Santos Pinto a aliar a fé a situação vivida pelos atingidos, retratando os locais imersos pela lama em seu presépio, que está em exposição no Santuário de Santo Antônio do Valongo, na cidade de Santos, no interior de São Paulo, desde o último domingo (15).

A igreja de São Bento, em Bento Rodrigues, e a de Nossa Senhora da Conceição, em Gesteira, aparecem no presépio. No canto esquerdo, como uma manjedoura, duas mãos erguem o Menino Jesus. “É Deus erguendo o Menino Jesus em um sinal de fé e força para os seus filhos”, explica o artista.

Wilson também quis associar outros pontos a tragédia. “As mãos são as pessoas soterradas gritando e clamando os 7 pecados capitais”, explica. No canto direito, a maquete faz referência aos prédios residenciais da comunidade Muzema, no Rio de Janeiro, que desabaram em abril desse ano, causando 5 mortes. Ele precisou de três meses para construir o trabalho, feito em craft e resina.

O artista afirma que a sua ideia era retratar a fé como meio de esperança para a situação vivida pelos atingidos. “Enquanto tivermos essa fé, Deus vai estar ao nosso lado. Temos que pensar que para tudo existe uma saída. O presépio retrata a fé em dias melhores”, expressa.

Apesar de ainda não conhecer nenhum dos locais atingidos, o artista plástico pretende visitá-los e, com seu trabalho, contribuir para chamar a atenção a situação dos que tiveram suas vidas interferidas pela lama. “A minha ideia é fazer com que as pessoas vejam que não podemos falar que estamos na pior sem saber as dificuldades pelas quais passam o irmão”, expõe.

O Santuário Santo Antonio do Valongo fica no Largo Marquês de Monte Alegre, número 13, no centro de Santos (SP). As visitações ocorrem de terça a sábado, das 8h às 20h. A Exposição Franciscana de Presépios começou em 1993.

“Temos 35 presépios confeccionados de resina, gesso, madeira, tecido, vidro e chocolate. Os artistas são da baixada santista, a maioria deles da própria comunidade do Santuário Santo Antônio do Valongo”, explica o coordenador da exposição, Frei João Pereira Lopes, ofm. Os presépios expostos passam por avaliação a partir do critério de originalidade. O frei ressalta que a cena do natal não pode ser descaracterizada.

 

 

O artista

Wilson César Santos Pinto nasceu em Santos (SP). É artista plástico , cantor e compositor. Fez desenhos para jornais de Santos, Curitiba e Santa Catarina e trabalha com restauro de imagens sacras. Em Santos, a imagem de seis metros de São Jorge, localizada em frente a igreja de São Jorge Mártir, é constantemente restaurada por ele. Há oito anos é convidado para expor seus trabalhos no Santuário do Valongo, em Santos. Atualmente possui outra obra em uma exposição de presépios em Sorocaba (SP).

 

Fotos disponibilizadas pelo artista

Agenda