sábado

, 20 de agosto de 2022

Rio Espera festeja sua padroeira

29 de setembro de 2020 Arquidiocese

Com fé e precaução, a comunidade católica rioesperense festejou sua padroeira no último domingo, 27 de setembro. A festa de Nossa Senhora da Piedade, deste ano, foi vivenciada de forma diferente por causa da pandemia e teve como tema “Maria, mãe da Igreja e protetora da família”.

As celebrações tiveram reduzida participação dos fiéis e o uso de máscara foi obrigatório. Ao chegar na matriz, após aferir a temperatura e higienização com álcool gel, os fiéis participaram da missa e do setenário das alegrias de Nossa Senhora preparando-se para o dia festivo da padroeira. As pessoas que não participaram presencialmente, acompanharam a festividade pelo facebook da paróquia e a rádio da cidade.

Como de costume, a festa é celebrada no final de setembro, no último domingo do referido mês. Isso acontece desde 1960. Naquela época, a festa da padroeira foi transferida do dia 15 de setembro para o final do mês, pois assim coincidiria a festa de Nossa Senhora da Piedade com a dedicação da nova matriz. A partir daquele ano, começou-se a festejar a padroeira no fim de setembro e assim continua até hoje.

Mais um motivo para festejar

Neste ano, além da tradicional festa em honra a Nossa Senhora da Piedade, o povo rioesperense festejou com júbilo os 60 anos de dedicação da nova matriz, uma obra que encanta pela sua suntuosidade conjugada com sua beleza singular. A matriz de Rio Espera foi erguida sob os cuidados pastorais de monsenhor Francisco e esforço do povo rioesperense.

Sua dedicação aconteceu no dia 25 de setembro de 1960 pelo arcebispo Dom Oscar de Oliveira. É uma obra que parecia irrealizável na época de sua construção devido à escassez de recursos. Entretanto, a construção prosseguiu e chegou ao seu término graças a providência divina e os esforços do pároco e os seus paroquianos, homens e mulheres de fé. Desse modo, junto com a Virgem da Piedade, os católicos rioesperenses, neste ano, comemoram um grande feito de sua história.

Agenda