segunda-feira

, 20 de maio de 2024

Romaria Dom Luciano: um chamado à profecia

30 de novembro de 2022 Arquidiocese

Foto: Tiago Fernandes

Com faixas, bandeiras, fotos e cartazes, juntos, os participantes do 8° Fórum Social pela Vida entoaram em uma só voz os versos: “Nosso Dom Luciano, bom Samaritano, doce Bom Pastor, doce Bom Pastor”, enquanto saíam em Romaria pelas ruas de Carandaí (MG). Chamados à profecia, a peregrinação, que chegou em sua terceira edição, foi marcada pelas saudades do “Santo Bispo de Mariana”, como disse o Papa Francisco. 

Entoando cânticos e balançando lenços brancos em prece por paz, os peregrinos percorrem cerca de 600m da Escola Municipal Deputado Abelard Pereira até a Igreja Matriz Sant’Ana. Durante o trajeto, a emoção tomou conta dos presentes: lágrimas e sorrisos foram observados nos rostos de muitos dos presentes que também ecoaram súplicas a Deus pelo processo de beatificação de Dom Luciano.

“Não tem como falar de Dom Luciano sem se emocionar”, enfático, disse o Padre José Geraldo da Silva, mais conhecido como Padre Juquinha. Ele, que esteve presente durante os quatro dias do Fórum Social, uniu-se aos demais presentes na caminhada em memória ao quarto Arcebispo Metropolitano de Mariana.

“É como grande satisfação que nós estamos aqui para relembrar todo o compromisso de Dom Luciano nos ensinou ao longo do tempo, sobretudo, o amor aos pobres, a necessidade da nossa organização popular e que a nossa Igreja tem que ser uma Igreja profética, a serviço da vida, no resgate da dignidade da pessoa humana. Então, para mim, participar dessa Romaria é fazer presente os sonhos e a luta de Dom Luciano para transformar a nossa Arquidiocese e também o nosso mundo”, salientou Padre Juquinha.

Foto: Thalia Gonçalves

Representativa, a caminhada contou contou com a participação de pessoas de diversas idades, pastorais e movimentos. Para o Secretário do CNLB do Regional Leste 2, Leonardo Moura, “estar presente na Romaria Dom Luciano foi um momento de muito grande valia e foi uma injeção de ânimo na minha juventude”. Ele ainda compartilhou que o momento foi oportuno para levar a voz profética do Servo de Deus em sua caminhada e no organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) do qual faz parte. 

“Hoje eu saio desse chão da Arquidiocese, mas não para sempre. Saio para representar o povo marianense no laicato, no estado de Minas Gerais, e levar a voz profética daqueles que não têm voz, não têm vez, não têm lugar. É fazer ecoar a voz de tantos e tantas que deram a vida pela Arquidiocese de Mariana, como Dom Luciano, e seguir os passos desse grande pastor e mestre”, pontuou Leonardo, ao também fazer um apelo: que cada diocesano de Mariana permaneça rezando a oração pela beatificação de Dom Luciano.

Outra presença marcante na peregrinação foi a dos jovens da Pastoral da Juventude (PJ) que na Arquidiocese de Mariana adotou como patrono Dom Luciano e o tem como modelo. “Dom Luciano nos inspira diariamente a viver essa vida em prol dos menos favorecidos, dos excluídos, dos marginalizados. Ele é fonte de inspiração. […] E participar dessa Romaria foi um momento bem emocionante porque estar na rua foi onde Dom Luciano esteve e é onde nós devemos estar diariamente”, declarou.

A Romaria Dom Luciano

Foto: Tiago Fernandes

Realizada desde 2016 durante o 6º Fórum Social pela Vida realizado em Conselheiro Lafaiete (MG), a Romaria Dom Luciano pela Vida tem como objetivo recordar a vida e o pastoreio do Servo de Deus Dom Luciano na Arquidiocese de Mariana e reafirmar o compromisso dele em favor dos pobres e excluídos.

A peregrinação acontece a cada três anos como parte da programação do Fórum Social pela Vida.

Agenda