sexta-feira

, 19 de julho de 2024

Segunda edição do Retiro dos Presbíteros de 2024 será realizada em Mariana

27 de junho de 2024 Arquidiocese

Primeira edição foi realizada em Borda do Campo, na cidade de Antônio Carlos (MG). Foto: Pe. Róbson da Cunha

Os padres da Arquidiocese de Mariana participam a partir da próxima segunda-feira, 1° de julho, da segunda edição de 2024 do Retiro dos Presbíteros. O encontro será concluído na sexta-feira, dia 5.

O retiro acontecerá na Casa de Teologia do Seminário São José, em Mariana (MG), e terá como pregador o Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Diamantina (MG), Dom João Bosco Oliver de Faria. O prelado é ex-aluno do Seminário São José.

O Representante Arquidiocesano dos Presbíteros, Padre Mauro Lúcio de Carvalho, conta sobre os significados e propósitos do recolhimento, que este ano ocorre no contexto do Ano de Oração, em preparação para o Jubileu da Esperança.

“O retiro é um tempo de ‘fraternura’, oração e partilha. A oração nutri a esperança, freia o ódio e nos aponta o caminho do céu, que começa aqui e agora, na vivência do Evangelho, na fraternidade sacerdotal e na atenção aos mais pobres. Durante o retiro exercitamos a escuta: a escuta a Deus, por meio das pregações e das celebrações, e a escuta aos colegas de Ministério. Esta última é sempre uma escuta de histórias de dedicação ao trabalho pastoral, de alegria, de sofrimento e de confiança em Deus. Assim, renovamos a esperança, a fraternidade sacerdotal e a nossa fidelidade Àquele que nos chamou”, explica o sacerdote.

Realizado anualmente, são realizadas duas edições do Retiro dos Presbíteros por ano, uma em cada semestre. Em fevereiro, reunindo cerca de 60 padres na Fazenda Borda do Campo, em Antônio Carlos (MG), a primeira edição foi assessorada pelo formador do Seminário São José, Monsenhor Celso Murilo de Souza Reis.

Na ocasião, ele apresentou a espiritualidade e a identidade dos presbíteros a partir do Documento de Aparecida e do magistério do Papa Francisco. Outro tema abordado, também em sintonia com o ano jubilar de 2025, foi os presbíteros como testemunhas da esperança.

Leia a matéria completa AQUI