terça-feira

, 09 de agosto de 2022

Semana de Animação Missionária é encerrada em Itabirito

04 de julho de 2016 Arquidiocese

“Somos missionários, povo eleito do Senhor”. Foi nesse clima de alegria, juntamente com a celebração de São Pedro e São Paulo, que as comunidades da paróquia de São Sebastião, em Itabirito, encerraram nesse domingo, 3 de julho, a Semana de Animação Missionária. Desde o dia 25 de junho um grupo de 50 seminaristas e 12 religiosos, entre irmãs e padres, estavam na cidade vivenciando essa experiência de missão.

 

“Meio receosos aceitamos o desafio de preparar esta Semana de Animação Missionária em pouco mais de dois meses. Mas desde o início, com grande alegria, confiamos todo o trabalho de organização à Deus. Já vamos com tristeza nos despedindo dessa semana tão abençoada e rica, do ponto de vista da vivencia da fé e da comunhão fraterna. Muitas foram as atividades dessa semana.  Atividades que ficaram para sempre marcadas em nossos corações e nos corações daqueles que se abriram para a graça de Deus”, conta o pároco, padre Edmar José da Silva.

A programação da Semana contou com orações nos pontos de ônibus, visitas as famílias, aos doentes, aos presos, as instituições sociais, orações e reflexões à noite.

“Essa semana foi excelente,  superou todas as nossas expectativas. Eu acompanhei a comunidade do Acuruí e a participação foi muito boa. Os missionários foram muito bem recebidos. Queríamos mais tempo com eles nas comunidades. E a caminhada de encerramento foi muito bonita. Estava emocionante ver as pessoas carregando a cruz. Acredito que essa missão vai trazer muitos frutos para a nossa paróquia”, conta Zeneti Maria Castro de Oliveira da Pastoral Familiar.

Ao final da celebração do domingo, os missionários juntamente com a comunidade participaram de uma caminhada levando a cruz, simbolo da Semana Missionária, para o bairro Padre Adelmo, local onde foi colocada.

“A experiencia de animação missionária aqui na paróquia de São Sebastião foi um tempo muito rico de graças e de bençãos. Pois a missão é uma experiência de mão dupla. Nós seminaristas viemos para partilhar  um pouco da nossa caminha, afim de animarmos a caminhada pastoral da paróquia. Mas ao mesmo tempo, nós aprendemos com o povo de Deus a ser discípulos e missionários de Jesus. A verdadeira escola do discipulado não é a sala de aula, mas a missão do dia a dia. No contato com o povo, através das pregações e dos inúmeros sinais de Deus. Então nós, seminaristas, saímos daqui muito enriquecidos”, afirma o seminarista Fernando Paulo.

Agenda