sexta-feira

, 12 de abril de 2024

Seminaristas da Arquidiocese de Mariana participam de formação missionária

26 de outubro de 2023 Arquidiocese

Em comunhão com toda a Igreja do Brasil, que celebra em outubro o Mês Missionário, o Seminário São José, junto do Conselho Missionário de Seminaristas (Comise), promoveu na última quarta-feira, 18 de outubro, um momento de formação e partilha sobre a ação missionária.

Reunindo as casas de formação do Propedêutico, da Filosofia e da Teologia, o momento contou com a presença do Padre Mateus Jensen Didonet, sacerdote brasileiro, pertencente ao Pontifício Instituto de Missões Exteriores (PIME). Ordenado há cinco anos, atualmente, ele exerce sua missão em Mumbai, na Índia.

Dividindo sua fala em três momentos principais, o sacerdote iniciou a conversando falando sobre sua história vocacional. Na oportunidade, ele também apresentou à missão do PIME, que se dedica ao primeiro anúncio do Evangelho aos não-cristãos nos vários continentes, uma realidade um tanto complexa e desafiadora.

Outro ponto destacado por Padre Mateus em sua colocação foi a sua realidade missionária na Índia, trazendo dados, aspectos culturais e introduzindo à realidade da Igreja no país, ressaltando os aspectos referentes ao serviço aos mais pobres, às crianças e aos jovens.

Para o seminarista Lucas Rocha, do 2º ano de Teologia, a espiritualidade eucarística do padre Mateus está intimamente ligada à sua missão.

“A experiência missionária do Padre Mateus nas regiões da Índia é a expressão concreta dos ensinamentos do Papa Bento XVI na Exortação Apostólica ‘Sacramentum Caritatis’. Ele acredita, celebra e vive o mistério da Eucaristia. A missão nasce do contato com o mistério eucarístico. E para que a alegria do amor de Cristo seja sinal para os outros — parte em missão às terras longínquas. O relato do Padre Mateus ensinou-nos que a vida eucarística está intimamente ligada com a missão, pois é a irradiação do amor de Cristo na comunhão fraterna com o próximo”, disse.

Ao final do momento de partilha, o sacerdote respondeu algumas perguntas, deixando uma mensagem para todos os seminaristas, dizendo que a missão ajuda a não esquecer que tudo é feito por Jesus. Ainda, ele frisou que se existem outras motivações e razões sem ser o próprio Cristo, elas não sustentam cada um e, assim, não serão felizes.

Em nome do Conselho Missionário de Seminaristas (Comise), o seminarista Diêgo Souza, do 1º ano de Teologia, agradeceu o padre pela partilha.

“Sem dúvidas, foi um momento muito rico e proveitoso. Agradecemos ao sacerdote pela disponibilidade, e, sobretudo, pelo seu testemunho vocacional missionário, que muito nos inspira e ensina a termos, desde já, uma consciência missionária. O nosso desejo é que o seu testemunho continue inspirando muitos jovens e vocacionados a dizerem sim ao chamado e à missão, sempre com os corações ardentes é os pés a caminho (cf. Lc 24,13-35), da Igreja local, aos confins do mundo”, destacou Diêgo.

Texto e fotos: Diêgo Souza Almeida

Agenda