sábado

, 13 de abril de 2024

Solene celebração de Corpus Christi reafirma a importância da Eucaristia e fortalece a fé dos fiéis em Mariana

09 de junho de 2023 Arquidiocese

A Praça dos Ferroviários, em Mariana (MG), no dia 8 de junho, foi palco de uma solene celebração de Corpus Christi, organizada pela Arquidiocese de Mariana, que reuniu cerca de 4 mil fiéis leigos e religiosos, além de autoridades da Igreja e do município.

A celebração foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Airton José dos Santos, e concelebrada pelos sacerdotes: Padre Geraldo Dias Buziani, Padre Johny Sales Figueiredo Dias, Padre Marcelo Moreira Santiago, Padre Geraldo Eustáquio Mól dos Santos, Padre Luiz Roberto, Padre Lucas Muniz Alberto, Padre Glauber Rodrigo, e pelo Diácono Vicente de Paula Sampaio Lima. O evento cativou cristãos católicos de todas as idades, com uma reflexão profunda sobre o corpo e o sangue de Cristo.

A Solenidade, baseada no Evangelho segundo João (6,51-58), proclamado pelo Diácono Vicente de Paula, trouxe à tona a reflexão sobre “Eucaristia: Pão para a Vida do Mundo”. Durante a homilia, Dom Airton enfatizou que ao comungarmos do corpo e do sangue do Senhor, estamos comungando Jesus Cristo por inteiro, vivo e ressuscitado.

“O sacramento da Eucaristia é essencial para a nossa vida de fé. Portanto, é fundamental que o compreendamos profundamente. A Eucaristia não é um alimento para o corpo nem para os nossos pensamentos e desejos. É um alimento espiritual, por isso devemos estar prontos e preparados para comungar quando recebemos o corpo e o sangue do Senhor.”

Ao comungarmos do corpo e do sangue do Senhor, comungamos Jesus Cristo por completo, vivo e ressuscitado. Não se trata de uma parte ou um fragmento do corpo, mas sim de sua totalidade. O sacramento da Eucaristia nos conduz a outro sacramento, que é a nossa existência neste mundo: o sacramento do amor, a caridade fraterna, o ato de lavar os pés uns dos outros e praticar a caridade conforme a vontade de Deus. Amar nossos irmãos como a nós mesmos. Jesus Cristo instituiu esse mandamento para todos nós. Temos a obrigação de nos amarmos mutuamente para merecermos o Reino dos Céus. Aqueles que dizem amar a Deus, mas não amam seus irmãos, são considerados mentirosos, de acordo com São Tiago. Amar a Deus sobre todas as coisas significa amar o próximo como a si mesmo, sem fazer distinções.

Jesus disse: ‘Quem come a minha carne e bebe o meu sangue, come e bebe a salvação; sua vida se torna plena’. Portanto, diante da Eucaristia, devemos ter muita devoção, que é nosso aspecto humano em relação às coisas sagradas. E precisamos cuidar muito, por exemplo, de como nos preparamos para a comunhão”, destacou Dom Airton.

Após esse momento de reflexão, fé e muita oração, ocorreu a celebração da Eucaristia. Em seguida, uma procissão conduziu fiéis de todas as idades pelas ruas de Mariana até a Praça da Sé, em um momento de reflexão e oração ao Senhor.

“Para mim, essa é a procissão mais importante do ano, porque estamos celebrando o corpo e o sangue de Cristo. Desde criança, minha mãe sempre nos trouxe para esta procissão. É um momento em que começamos a seguir a vida, seguindo os passos de Jesus Cristo”, disse Marlene Francisca Machado, integrante do Coral da Catedral da Sé.

“A procissão de Corpus Christi é tudo para mim. Essa solenidade nos ensina a buscar e permanecer no caminho de Deus. Há vinte anos eu acompanho essa solenidade”, afirmou Efigênia Lima Fonseca, fiel católica.

“Sou católica desde criança. Acho que a solenidade de Corpus Christi é importante. Acompanho minha família desde jovem na procissão e em todas as comemorações da igreja. É um dia especial, pois é o dia de Corpus Christi, que entendo como a comunhão do Espírito Santo”, expressou Elizete da Conceição.

“Trouxe Helena como anjinho porque quero manter a tradição. Eu fui anjinha no passado e quero continuar com isso. Acho importante o contato com a igreja desde criança”, disse Kelly Cristina de Oliveira Fernandes, mãe de Helena Oliveira, de 1 ano e 7 meses.

A solene celebração de Corpus Christi em Mariana reafirmou a importância da Eucaristia para a vida dos fiéis católicos, fortalecendo sua fé e devoção. A procissão, carregada de simbolismo religioso, demonstrou a união e o compromisso dos fiéis em seguir os ensinamentos de Jesus Cristo e viver a caridade fraterna.

Foto: Magu Tavares

 

Agenda