terça-feira

, 09 de agosto de 2022

SOS Haiti: Igreja no Brasil mobiliza solidariedade como gesto da ação solidária “É Tempo De Cuidar”

25 de agosto de 2021 Igreja no Brasil

Desde o último sábado, 14 de agosto, o Haiti vem conclamando ajuda e apoio humanitário devido a catástrofe causada pelo terremoto de 7,2 na escala Richter, que abalou o país. Já são mais de duas mil vítimas fatais e milhares de pessoas feridas, desabrigadas e desalojadas.

Diante desta tragédia, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em conjunto com a Cáritas Brasileira, a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), o Movimento de Educação de Base (MEB) e a  Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC), soma-se aos esforços de ajuda internacional e lançam a campanha SOS HAITI. A ação situa-se no âmbito da Ação Solidária Emergencial É Tempo de Cuidar, puxada desde o início da pandemia como forma de mitigar os seus efeitos.

Objetivos

O objetivo é arrecadar recursos para adquirir itens de primeira necessidade como: alimentos, água potável, barracas, lonas, materiais de higiene e limpeza, medicamentos, atendimento médico, transporte, combustível assim como outros itens para apoiar a população haitiana.

As doações podem ser feitas até 20 de novembro e para isso a Cáritas Brasileira disponibilizou duas contas, que se encontram indicadas abaixo. Todo o recurso arrecadado será destinado a Rede Cáritas Internacional presentes no Haiti, pela Cáritas Nacional e Diocesanas do Haiti.

 

“Juntos pelo Haiti”

Sete organizações eclesiais da América Latina e do Caribe somaram esforços em torno da emergência e da crise no Haiti, após o país sofrer novamente com um terremoto. São mais de 2.180 mortos e pelo menos 12.200 feridos. O convite é que as pessoas integrem a campanha “Juntos por Haití” (Juntos pelo Haiti) com “generosidade, criatividade e audácia”. O grupo de organizações deseja “desenvolver ações pastorais conjuntas para responder à emergência atual”. Tais iniciativas devem ser dirigidas “à reconstrução do tecido social, para colocar adiante ações humanitárias para o cuidado da vida, e a apoiar a missão evangelizadora da Igreja haitiana”.

Estão unidos na campanha o Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam), a Confederação Latino-Americana e Caribenha de Religiosas e Religiosos (Clar), a Confederação Interamericana de Educação Católica (Ciec) e o Secretariado Latino-Americano e Caribenho das Cáritas (Selacc), com o apoio do Secretariado Latino-Americano e Caribenho de Migração, Deslocamento, Refúgio e Tráfico de Pessoas (Rede Clamor), da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam) e da Conferência Eclesial da Amazônia (Ceama). Saiba mais sobre a iniciativa aqui

Texto: CNBB

Notícia relacionada: 

ACN promete ajuda de emergência para o Haiti após terremoto

Agenda