sábado

, 13 de abril de 2024

Veja como foi a celebração da Solenidade de São José na Arquidiocese de Mariana

24 de março de 2021 Arquidiocese

No último dia 19 de março, a Igreja celebrou a Solenidade de São José. Em 2021, as celebrações dedicadas ao Patrono da Igreja foram ainda mais especiais devido ao Papa Francisco ter dedicado o ano ao Patrono da Igreja, por meio da carta apostólica “Patris Corde” (Coração de Pai). Na Arquidiocese de Mariana, além de ser um dos padroeiros desta Igreja Particular, São José é também o padroeiro de diversas paróquias. 

Celebrando na Matriz de Nossa Senhora do Carmo, em Mariana, o Arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Airton José dos Santos, lembrou a figura paterna de São José, destacando-a como uma missão divina que Deus lhe confiou. “Sejamos como São José: silenciosos, quase que escondidos, mas com um testemunho firme e seguro; um testemunho que nos ajuda, aos irmãos e às irmãs e a todas as pessoas; um testemunho que chega no coração de todo ser humano e respeitando o limite e também a história e a caminhada de cada pessoa”, disse durante a homilia.

Paróquia de São José, em Barra Longa. Foto: Pascom

Na Paróquia de São José, em Barra Longa, a mais antiga dedicada ao Patrono da Igreja, a solenidade foi celebrada sem a presença dos fiéis, fato que se repetiu nas demais paróquias. Segundo o seminarista Wagner Balbino, que vive a etapa de discernimento para as ordenações na paróquia, a festividade foi bonita e teve uma grande participação on-line da comunidade. 

 

Paróquia de São João Batista, em Viçosa. Foto: Cida Zolnier

Por sua vez, a Paróquia de São João Batista, em Viçosa, durante a solenidade, entronizou uma imagem de São José que poderá ser venerada pelos fiéis na Igreja Matriz ao longo de todo ano.

 

 

Foto: Equipe de Comunicação do Seminário São José

Já na casa de Teologia do Seminário São José, a oração de Laudes e a celebração da Santa Missa marcaram a solenidade do pai adotivo de Jesus. “Poder celebrar São José, para mim, é sempre uma graça. Sua figura sempre se fez presença no meu itinerário Vocacional, [pois] é o padroeiro da minha paróquia. Neste ano, me chamou a atenção celebrar sua memória em um período tão conturbado, mas como sinal de esperança. Acredito que temos muito a aprender com ele. Com o ano promulgado pelo Papa Francisco, isso fica ainda mais claro: precisamos aprender com São José a graça do cuidado e o zelo por aqueles que Deus nos confia. Um serviço no silêncio-confiante. Que ele interceda por nós!”, afirmou o seminarista Fabrício Lopes, do 3° ano de Teologia.

*Foto de capa: Equipe de Comunicação do Seminário São José

Agenda