sábado

, 20 de abril de 2024

Vigília ecumênica de oração pelo Sínodo 2021-2024 se aproxima

27 de setembro de 2023

No sábado, 30 de setembro, se realizará a Vigília ecumênica de oração, na Praça São Pedro, presidida pelo Papa Francisco, na presença do Patriarca Ecumênico de Constantinopla, Bartolomeu I, do Arcebispo de Cantuária, Justin Welby, e de muitos outros responsáveis de Igrejas, bem como de milhares de cristãos de diferentes confissões.

A vigília de oração será uma ocasião para confiar ao Espírito Santo o trabalho da XVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo da Igreja Católica. Será precedida – das 17h00 às 18h00 – por uma celebração de gratidão em torno de quatro dons: gratidão pelo dom da unidade e pelo caminho sinodal, pelo dom do outro, pelo dom da paz e pelo dom da Criação. A vigília incluirá a escuta da Palavra de Deus, o louvor e a intercessão, cantos de Taizé e silêncio – um forte sinal de fraternidade, unidade e paz.

À medida que as Igrejas celebram o Tempo da Criação, a Praça São Pedro também se tornará “como um jardim”, repleta de árvores e flores, assim como a Cruz de São Damião de São Francisco.

O programa que antecede a oração e a vigília ecumênica serão transmitidos ao vivo pelo Vatican  Media, através do seu canal no YouTube, com tradução em oito línguas diferentes.

O programa “Together” em Roma, para jovens

Milhares de jovens de 18 a 35 anos de vários países também participarão de um programa de oficinas e encontros em Roma, de 29 de setembro a 1° de outubro, que incluirá a Vigília ecumênica de oração, na Praça São Pedro e, no início da tarde de sábado, uma oração de louvor e adoração na Basílica de São João de Latrão.

Entre os temas das oficinas: ouvir os refugiados, falar sobre suas experiências, aprender com outras crenças e religiões, visitar o trabalho das missões da cidade com pessoas marginalizadas, reconhecer Cristo na diversidade das nossas tradições, participar de mesas redondas ecumênicas, prestar mais atenção à Criação.

Rezar juntos em diferentes partes do mundo

No mesmo espírito, orações comunitárias estão sendo organizadas no mundo no dia 30 de setembro ou próximo desta data. Mais de 200 foram planejadas até agora, com cristãos de diferentes igrejas partilhando oração e reflexão nos seus próprios países. Outras serão ainda adicionadas nos próximos dias.

Gênese do Encontro do Povo de Deus

O projeto nasceu em outubro de 2021, quando o irmão Alois, prior de Taizé, foi convidado a falar na abertura do processo sinodal da Igreja Católica. Ele declarou naquela ocasião: “Pelo Batismo e pela Sagrada Escritura, somos irmãs e irmãos em Cristo, unidos numa comunhão ainda imperfeita, mas muito real, mesmo quando as questões teológicas permanecem sem resposta. Tal encontro – aqui em Roma e ao mesmo tempo noutras partes do mundo – teria no seu centro uma celebração sóbria de escuta da Palavra de Deus, com um longo momento de silêncio e intercessão pela paz”.

A preparação da vigília foi um verdadeiro exercício de sinodalidade, com o desejo de envolver desde o início numerosos parceiros eclesiais: mais de cinquenta, de todas as origens confessionais, trabalhando juntos em estreita colaboração com o Secretariado do Sínodo de Roma, o Dicastério para a Promoção da Unidade dos Cristãos, o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida e o Vicariato de Roma.

Um evento ecumênico

Estarão presentes em Roma um grande número de responsáveis de diferentes confissões cristãs: doze chefes de Igreja convidados pelo Santo Padre; delegados fraternos que participarão da assembleia sinodal; bispos ortodoxos e orientais e pastores protestantes de Roma; assim como líderes de Igrejas que responderam ao convite do comitê de preparação do “Together”.

Reações

No dia 24 de setembro, no final da oração dominical do Angelus, o Papa Francisco disse: “Renovo o convite a participar na Vigília ecumênica de oração que terá lugar no próximo sábado, 30 de setembro, na Praça São Pedro, em preparação à Assembleia Sinodal, que terá início no dia 4 de outubro”.

Sua Santidade o Patriarca Bartolomeu gravou uma mensagem de vídeo na qual disse, entre outras coisas: “Estou grato por poder dirigir estas palavras aos jovens ortodoxos e a todas as pessoas de boa vontade que pretendem unir-se ao Encontro do Povo de Deus, em Roma, e em muitos outros lugares do mundo. É com grande alegria que aceitei este convite do meu amado irmão, Sua Santidade o Papa Francisco, para participar da Vigília ecumênica de oração que terá lugar no dia 30 de setembro.”

O Arcebispo de Cantuária, Justin Welby, que também estará presente, disse sobre “Together”: “Não devemos subestimar o impacto que podemos ter como cristãos no resto do mundo, porque é um impacto dado pelo Espírito Santo. Como sinal visível de unidade, esta Vigília ecumênica de oração é uma oportunidade para todos nos unirmos e inspirarmos mudanças. Espero que ‘Together, Encontro do Povo de Deus’, seja uma experiência inspiradora para todos os que participarem.”

A secretária-geral da Federação Luterana Mundial, Rev. Anne Burghardt disse numa entrevista: “Gostaria de expressar a minha profunda alegria por esta iniciativa, porque iniciativas como esta, que reúnem jovens de todo o mundo para dialogar, são simplesmente maravilhosas quando se trata de promover a unidade dos cristãos”.

Roteiro para a Celebração da Vigília no Brasil

No dia 30 de setembro, acontecerá o “Together” em Roma, uma vigília de oração ecumênica na presença do Papa Francisco e de representantes de diferentes Igrejas, para unir louvor e silêncio, na escuta da Palavra organizado pela Comunidade Taizé. Em diferentes partes do mundo serão realizadas vigílias de oração no dia 30 de setembro ou por volta dessa data, como sinal de comunhão com os reunidos em Roma e para rezar pela fase universal do processo sinodal.

A Equipe Nacional de Animação do Sínodo preparou uma sugestão de Roteiro para que cada diocese possa organizar sua experiência do “Together”. A sugestão foi enviada aos coordenadores das Equipes Diocesanas de Animação do Sínodo 2021-2024.

Acesse o roteiro (aqui)

Texto e imagem: Vatican News

Agenda

VEJA TAMBÉM