sexta-feira

, 12 de abril de 2024

Visando a ampliação da Pastoral da Sobriedade, Paróquia Nossa Senhora da Penha acolheu formação arquidiocesana para novos e atuais agentes

04 de outubro de 2023 Arquidiocese

A Coordenação Arquidiocesana da Pastoral da Sobriedade, com apoio de seu Assessor, Padre Ronaldo Henrique Furtado, realizou dos dias 30 de setembro a 1º de outubro uma formação para os atuais e novos agentes da Pastoral. O encontro foi acolhido pela Paróquia Nossa Senhora da Penha, na cidade de Barbacena (MG), sob a administração de Padre Jorge Henrique Tanus.

Estiveram presentes alguns membros da equipe de formação e coordenadores: Elismar Andrade de Oliveira (Coordenador/Multiplicador do Regional Leste 2 da CNBB); Roseli da Silva (Multiplicadora/Coordenadora Arquidiocesana da Pastoral da Sobriedade); Jorge Agnair Lopes da Silva (Vice-coordenador da Pastoral/Multiplicador); Alexandre Barreto Alves (Tesoureiro da pastoral); Bernadete Maria do Carmo (Coordenadora da Região Centro); Marilúsia Vieira de Rezende (Multiplicadora); Lúcia Helena Ribeiro Tostes (Coordenadora da Região Sul); Valéria Luzia Batista (coordenadora da região Oeste) e o Diácono Evanildo Cândido Machado. O assessor, Padre Ronaldo Henrique Furtado, e o Diácono Walmik Pimentel de Matos justificaram suas ausências.

A acolhida das pessoas que vieram de outras cidades aconteceu em casas de famílias que se dispuseram acolher e recepcionar os visitantes, organizadas por Jorge Agnair. O Centro Pastoral da Região Mariana Sul, representado pela secretária Ana Paula, contribuiu para que toda parte da alimentação fosse providenciada, com ajuda e empenho de dois cozinheiros voluntários: Aldir Alves Somorinha e Gilmar de Assis, organizando competentemente toda parte de alimentação do Encontro.

Jorge Agnair Lopes ressaltou que “todas essas pessoas tiveram as suas importantes contribuições para que a formação da Pastoral da Sobriedade acontecesse, mesmo que diante de algumas dificuldades de data e agenda dos assessores. Isso enaltece nosso trabalho”.

A ideia da Pastoral da Sobriedade foi promover essa formação como incentivo para os agentes que já estão engajados continuarem o trabalho e formar novos em mais paróquias que queiram abraçar o que é proposto nos passos no trabalho da pastoral.

À ocasião, 15 pessoas participaram e se colocaram à disposição para se tornarem novos agentes da Pastoral da Sobriedade. Eles foram enviados pelas Paróquias Bom Pastor, em Barbacena; Nossa Senhora da Conceição, em Piranga; além de dois novos agentes para Pastoral da Paróquia Sant’Ana, em Carandaí, que já está ativa.

O sábado foi de informação, conhecimento sobre toda a história da pastoral e seu objetivo. A equipe de multiplicadores se estruturou nas principais frentes da Pastoral da Sobriedade: Fundamentação bíblica e teológica e pronunciamento dos papas; Espiritualidade dos 12 passos da pastoral; Estrutura do grupo de autoajuda e funções da equipe; Identidade da pastoral; Vivências de dois passos pelos agentes/participantes; Normas para implantação; Cinco frentes de atuação; Apresentação e missão da pastoral; Características e deveres do agente; Novena da Piedade Redentora de Cristo; Objetivos gerais e específicos; Estratégias de ação; funções da equipe de coordenação; Drogas e seus efeitos; e Documentação (atas, site, agenda, calendários).

No domingo, 1º de outubro, após a celebração da Santa Missa na Paróquia Nossa Senhora da Penha, os participantes tiveram mais um momento de formação, com as últimas informações. O encerramento se deu com a entrega dos certificados e um almoço de confraternização.

“Este foi um momento muito frutuoso e repleto de esperança para novas oportunidades de continuar acreditando que: ‘Todo ser humano é maior que o seu erro’”, pontuou Roseli da Silva.

A Pastoral da Sobriedade está presente em algumas paróquias da Arquidiocese, sendo atualmente ativa em cinco paróquias da Região Mariana Sul. Depois do encontro, a Paróquia Bom Pastor passa a contar com essa pastoral, aumentando o número para seis das 32 paróquias da região. Os párocos e futuros agentes que desejarem contar com formação e iniciar a Pastoral em sua paróquia, podem procurar os coordenadores e multiplicadores, por meio de contato com o Centro de Pastoral Regional.

Texto: Jorge Agnair Lopes

Fotos: Pastoral da Sobriedade Arquidiocesana

Erramos: 

Este texto foi atualizado em 04/10/2023 às 16h51

Agenda