sexta-feira

, 26 de novembro de 2021

Artigo de Dom Airton José dos Santos
O sexto arcebispo de Mariana, Dom Airton José dos Santos nasceu na cidade de Bom Repouso, no Sul de Minas Gerais, no dia 25 de junho de 1956, primeiro dos sete filhos do casal José Julião dos Santos e Benedita Vieira da Fonseca. Após o Papa Francisco aceitar a renuncia ao governo pastoral da Arquidiocese de Mariana, apresentada por Dom Geraldo Lyrio Rocha, tendo completado 75 anos, Dom Airton foi nomeado arcebispo desta Igreja particular no dia 25 de abril de 2018. Sua posse canônica foi realizada no dia 23 de junho de 2018.

Advento, vinda do Senhor! Vamos todos ao Seu encontro

11 de dezembro de 2019 Palavra do Arcebispo

Estamos vivendo o Tempo Litúrgico do Advento. Tempo de preparação para a grande celebração do Natal do Senhor. Também é um tempo de espera atenta e vigilante, pois o Senhor vem! Tendo encerrado o Ano Litúrgico no último dia 24 de novembro, Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo, iniciamos o novo Ano Litúrgico no dia 1 de dezembro, abrindo o Tempo do Advento. A Igreja nos ensina que este tempo possui dupla característica: sendo um tempo de preparação para as solenidades do Natal, em que se comemora a primeira vinda do Filho de Deus entre os homens, é também um tempo em que, por meio desta lembrança, voltam-se os corações para a expectativa da segunda vinda do Cristo no fim dos tempos. Por este duplo motivo, o Tempo do Advento se apresenta como um tempo de piedosa e alegre expectativa” (cf. Diretório da liturgia e da Organização da Igreja no Brasil, pg. 188).

Ao mesmo tempo que o Tempo do Advento é um tempo de espera atenta e vigilante, é também tempo de irmos ao encontro do Senhor. Assim, a Igreja, no texto do Prefácio do Advento IA, Cristo, Senhor e Juiz da História, nos apresenta a maravilha dessa compreensão: “…Agora e em todos os tempos, Ele vem ao nosso encontro, presente em cada pessoa humana, para que O acolhamos na fé e O testemunhemos na caridade,…” (cf. Missal Romano, pg. 407). Tudo o que nos move para prepararmos o Natal do Senhor, nos coloca diante do desafio de irmos ao encontro de cada pessoa e de todas as pessoas, pois nelas, encontramos o Senhor Jesus Cristo. Especialmente, encontramos o Senhor nos pequenos e pobres, nos necessitados e carentes (cf. Mt 25,40).

No contexto da preparação para a celebração do Natal, penso que é bom lembrar os compromissos assumidos para nos ajudar no próximo ano. Nossa Arquidiocese, vem trabalhando, incansavelmente para responder com firmeza e coerência, aos desafios da realidade que nos cerca. Na última Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, ocorrida nos dias 22 e 23 de novembro, passado, os participantes, vindos de todas as Regiões, Foranias e de nossas Paróquias, com suas Comunidades, tratamos e aprofundamos sobre a importância de entendermos a Igreja a partir da Palavra de Deus; da Caridade; do Pão e da Ação Missionária.

Para fortalecer esta compreensão, devemos entender a Igreja como Casa da Palavra de Deus que é Jesus Cristo, Nosso Senhor. Ele é a Palavra que nos é transmitida pelas Sagradas Escrituras, de modo particular, pelos Evangelhos.

Para darmos o verdadeiro testemunho de Cristo, somos chamados a vivenciar o amor fraterno, a cumprirmos o mandamento do Senhor “amai-vos uns aos outros como eu vos amei”. Por isso, o nosso serviço da caridade, o nosso amor aos pequeninos, não pode se confundir com filantropia e ajuda humanitária apenas, pois quando desenvolvemos qualquer ação em favor dos pequenos, dos pobres, dos que sofrem, fazemos isso por amor a Deus e porque nos pobres e pequenos amamos Jesus Cristo que sofre neles.

Como Igreja, nos reunimos para prestar nosso culto a Deus que é a entrega total de Jesus Cristo na Cruz. Este é o verdadeiro sacrifício que agrada ao Pai. Nele, o Senhor se dá a nós como alimento. Na Eucaristia, Jesus é o Pão Vivo que desceu do Céu para alimentar nossa vida de fé e nos conduzir, robustecidos por este alimento salutar.

Por fim, alimentados e fortalecidos pela Palavra e pela Eucaristia, damos o testemunho da caridade no serviço aos irmãos e nos colocamos a caminho neste mundo, como discípulos-missionários para levar a Boa Nova, Jesus Cristo, a todas as pessoas.

Aproveito para desejar a todos, e a cada pessoa com sua família, um Feliz e Santo Natal do Senhor. Que o Príncipe da Paz ilumine a vida de todos para que cada um se torne luz, neste mundo. Feliz Natal e um ano novo cheio de Paz e realizações!…

 

Dom Airton José dos Santos

Arcebispo Metropolitano de Mariana.

Confira Mais Artigos de Dom Airton José dos Santos