sábado

, 20 de agosto de 2022

Artigo de Dom Airton José dos Santos
O sexto arcebispo de Mariana, Dom Airton José dos Santos nasceu na cidade de Bom Repouso, no Sul de Minas Gerais, no dia 25 de junho de 1956, primeiro dos sete filhos do casal José Julião dos Santos e Benedita Vieira da Fonseca. Após o Papa Francisco aceitar a renuncia ao governo pastoral da Arquidiocese de Mariana, apresentada por Dom Geraldo Lyrio Rocha, tendo completado 75 anos, Dom Airton foi nomeado arcebispo desta Igreja particular no dia 25 de abril de 2018. Sua posse canônica foi realizada no dia 23 de junho de 2018.

Primeiro de Maio: Festa de São José Operário

01 de maio de 2019 Palavra do Arcebispo

No dia primeiro de maio a Igreja celebra a memória de São José Operário e, nele, de modo significativo, celebramos o dia dos trabalhadores e trabalhadoras. Dia de manifestar solidariedade e proximidade espiritual para com os homens e mulheres, do campo e da cidade que, pelo trabalho, constroem e garantem suas próprias vidas e a vida de suas famílias, dando sua contribuição na construção da nação brasileira.

Neste dia 1º. de maio, é bom lembrar a todos os trabalhadores que o trabalho é fundamental para garantir e fortalecer a dignidade da pessoa humana, pois ele se constitui uma dimensão da existência humana sobre a terra e por ele, cada pessoa participa da obra da criação, contribuindo para a construção da sociedade justa, fraterna e solidária, onde o trabalhador não é tratado como mercadoria e coisa, mas, como sujeito com direito à vida digna, para si e para os seus. Nesse sentido compreendemos a afirmação de São João Paulo II, na Encíclica sobre o trabalho humano, quando diz que o Trabalho humano é a chave da questão social (Laborem Exercens, 3).

Ainda mais! É bom lembrar as palavras do Papa Francisco: “nenhum trabalhador sem direitos! Juntamente com a Terra e o Teto, o Trabalho é um direito sagrado, pelo qual vale a pena lutar” (Cf. Papa Francisco, Discurso aos Movimentos Populares, 9 de julho de 2015).

É bom lembrar também que Nosso Senhor Jesus Cristo, da oficina de Nazaré, nos ensinou a sermos irmãos de todos, e a experimentarmos a grandeza de termos sido criados à imagem e semelhança de Deus, para que todos pudessem ser imagens de sua presença transformadora no mundo. Manter a esperança e apostar no que é justo, honesto e conforme a vontade de Deus, nos encoraja a lutar para que não nos deixemos levar pelos interesses, ideias e práticas, que procuram arrancar do coração dos simples e humildes a certeza da vitória da vida sobre a morte.

Viva o dia 1°. de maio!

Viva o dia do trabalho e dos trabalhadores!

Confira Mais Artigos de Dom Airton José dos Santos