terça-feira

, 09 de agosto de 2022

Pároco

Pe. Adilson Luiz Umbelino Couto

Vigário Paroquial

Pe. Wagner José Nascimento Balbino

Vigário Paroquial

Pe. Daniel Fernandes Moreira

Festa do Padroeiro

08/07

Data de Fundação

16/12/1712

Telefone

(31) 3551-4735

Whatsapp

(31) 3551-4735

Site

https://pilarouropreto.com.br/

E-mail

ouropretoparoquiadopilar@yahoo.com.br

Paróquia Nossa Senhora do Pilar

A Paróquia de Nossa Senhora do Pilar de Ouro Preto foi criada entre 1700 e 1703, sendo que em 1724, foi elevada à natureza de colada, passando a contar com um vigário fixo, funcionário da Coroa Portuguesa, responsável pelo culto e vida sacramental da extensa freguesia, com sede na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar.

No setecentos, a Pilar foi a paróquia mais rica e populosa de Vila Rica, além da sede contava com capelas filiadas reunidas em irmandades, ordens terceiras e confrarias leigas que foram sendo institucionalizadas a partir de estatuto aprovados pela Mesa de Consciência e Ordens ou pelo Bispado do Rio de Janeiro e, a partir da segunda metade do século XVIII, pelo Bispado de Mariana. Templos da jurisdição paroquial foram edificados, visando o culto em torno de devoções particulares, a assistência mútua entre os irmãos, a preparação para a boa morte com acompanhamento funeral, missas e sepultura em campo santo.

Na sede e bem no início do século, simultaneamente as irmandades se organizaram inicialmente nos altares laterais como a de São Miguel e Almas (1712), do Senhor dos Passos (715), de Santo Antônio (1715), de Nossa Senhora do Terço (1715), de Nossa Senhora da Conceição (1718), e de Sant’Ana (Séc. XVIII, 1º quartel). Dessas, a do Rosário e São Miguel saíram da Matriz, edificando templo próprio ainda na primeira metade do século XVIII. As Irmandades da Padroeira Nossa Senhora do Pilar e do Santíssimo Sacramento, ocuparam o espaço privilegiado da Capela-mor, participando as duas com os encargos e investimentos vultosos da construção.

A Igreja Matriz do Pilar foi destacada como oficial servindo para as comemorações civis como do Nascimento, Casamento e Exéquias de membros da Família Real como também das posses dos governadores de Minas Gerais e festejos próprios promovidos pelo Senado da Câmara. Digno de nota, as celebrações da Quarta-feira de Cinzas, dos quatro Domingos da Quaresma, o Domingo de Ramos e o Tríduo Sacro da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.

A partir da segunda metade do século XVIII, a Semana Maior é marcada por festejos paralitúrgicos quando a irmandade dos Passos faz investimentos na construção dos Passinhos ao longo do principal traçado urbano de Vila Rica.

A atual igreja Matriz do Pilar foi inaugurada em 1733 com o celebre “Triunfo Eucarístico”, fausto festivo descrito numa crônica-reportagem de requintada prosa escrita por Simão Ferreira Machado e publicada em Lisboa no ano seguinte. Nossa Senhora do Pilar foi eleita padroeira por Decreto da Coroa portuguesa quando da instalação da Vila Rica em 8 de julho de 1711 e padroeira pontifícia de Ouro Preto pelo Papa João XXIII em 1963.

Em dezembro de 2012, o Papa Bento XVI concede à Igreja Matriz do Pilar o título de Basílica.