sábado

, 02 de março de 2024

Serviço de Animação Vocacional (SAV)

SAV significa Serviço de Animação Vocacional. É um “SERVIÇO” porque é o cumprimento de uma missão, que implica uma atitude e uma ação concreta, e que tem muito a contribuir para que todos nós possamos dar sentido a nossa vida pessoal e de comunhão. A nossa Igreja é a “Assembleia dos que foram chamados por Deus a formarem uma grande família de AMOR”.

É “ANIMAÇÃO”, “ânimo”, porque lembra o sopro vital, alma, a vida que recebemos. Não podemos confundir “animação” com empolgação ou com euforia. Animação é a alegria consciente, contando com as graças de Deus, para realizar uma animação vocacional. É “VOCACIONAL” porque nos lembra o chamado, o projeto original que Deus pensou e desenhou para cada um de nós.

Fazer animação vocacional é despertar em todos batizados o desejo e a alegria de pertencer à Igreja. É importante darmos a oportunidade de todos os batizados se descobrirem e se sentirem vocacionados, encontrando o seu lugar na Igreja de acordo com os seus dons e carismas.

O SAV é a voz da Igreja que nos anuncia a principal vocação: AMAR, para que nos realizemos, sejamos felizes e façamos felizes aqueles que nos rodeiam. Deus é amor, nos criou por amor e para amar.

Podemos dizer que “a vocação é fruto do amor de Deus”. O primeiro chamado de Deus é para a vida. Consequentemente há o chamado,com amor, para a vocação laical/matrimonial, sacerdotal, diaconal, religiosa, missionária e consagrada. Cada um tem um chamado diferente, é muito pessoal e com muita liberdade de escolha.

Um dos grandes desafios para o SAV é o “preconceito vocacional”, porque quando falamos em vocação, logo se pensa em ser padre ou ser freira. Difícil também é a conscientização de que todo cristão é um animador, que todas as pastorais e movimentos devem exercer a animação vocacional e rezar sempre pelas vocações.

O SAV tem seus objetivos, suas metas e um sonho que todas as paróquias tenham a sua Equipe Vocacional Paroquial (EVP). Gosto muito de dizer que a EVP é o alicerce, é a base do SAV, ressaltando que o pároco é o primeiro animador vocacional.

Ouvimos tanto dizer: “A messe é grande, mas os operários são poucos” (Lc 10, 2). Mas quem são os operários? Todos nós, cristãos, somos os operários, os discípulos chamados a continuar a missão de Jesus de anunciar a Boa Nova do Reino de Deus.

A todo momento somos impelidos pelo Espírito Santo a avançar para as águas mais profundas (cf. Lc 5), assumindo os desafios da atualidade e com muita esperança honrar o nosso lema: “Discípulos missionários a serviço das vocações”.

Texto: Ana Lucia Monteiro Oliveira – Secretária do SAV da Região Sul (Publicado na edição nº 324 do Jornal Pastoral)

Contato:

Assessor Arquidiocesano: Pe. Rosemar Marcos Condé