terça-feira

, 16 de agosto de 2022

7º Encontro de Mulheres foi marcado pela luta em defesa da vida

15 de março de 2021 Arquidiocese

Com o tema “Mulheres: presença forte na defesa da vida!” e o lema “Foi e anunciou aos discípulos: ‘Eu vi o Senhor!’” (Jo 20,18), o 7º Encontro Arquidiocesano de Mulheres, realizado entre os dias 08 e 10 de março, foi marcado pela luta defesa da vida. Este ano, devido à Covid-19, toda a programação do evento foi realizada on-line, representando, assim, um grande desafio. 

Entretanto, como enfatizado pela integrante da Comissão Arquidiocesana de Mulheres, Dilma Martins Ferraz Oliveira, a realização do encontro de modo virtual possibilitou que outras mulheres, que nunca haviam participado, se unissem ao evento e compartilhasse essa experiência de partilha, escuta e acolhimento pela primeira vez. 

“Dessa vez, como eu estou em casa, eu tive essa oportunidade de participar”, contou Eunice Carvalho, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Mariana (MG). Para ela, o evento foi muito rico e de muito aprendizado ao abordar temas atuais sobre a vivência da mulher, além de ter sido uma oportunidade de conhecer novas pessoas. “Uma coisa eu te digo: eu não vou mais ficar sem participar. Se Deus quiser, no ano que vem, [seja] on-line ou presencial, se eu tiver vida e saúde, vou estar lá, porque, agora, eu não perco, não!”, ressaltou Eunice que também se apresentou na noite cultural do evento.

Segundo Dilma, o encontro é um espaço de acolhimento e que ajuda a levantar a autoestima de muitas mulheres. “Fico imaginando o que seria de mim se eu não estivesse atuando na Dimensão Sociopolítica [que promove o evento por meio da Comissão de Mulheres]. […] Essa Dimensão Social, esse movimento todo, essas mulheres todas, para mim, são uma grande família e são o que me sustenta hoje. Sem eles eu não sei o que seria de mim!” , destacou. 

Já para a Coordenadora Arquidiocesana da Pastoral da Sobriedade, Marilusia Vieira de Rezende, o evento foi maravilhoso e enriquecido com depoimentos emocionantes de experiências de vida. “Vale destacar o aprendizado que este encontro provoca, trazendo a diversidade, o talento, o respeito e o compromisso de cada uma daquelas mulheres ― pretas, brancas e, também, de diferentes profissões e ocupações, seja na Igreja ou na sociedade ― como continuadoras da Boa Nova e presença forte na defesa da vida”, pontuou.

Último dia do evento

O último dia do 7º Encontro Arquidiocesano de Mulheres aconteceu na noite da quarta-feira (10) e foi marcado pela arte. Por meio da música, da dança e da poesia, louvores a Deus foram elevados e mensagens de amor, respeito e igualdade enfatizadas. O momento festivo e cultural contou com sete atrações e a participação de aproximadamente 130 mulheres. Ainda, estiveram presentes os padres Luiz Faustino dos Santos, Marcelo Moreira Santiago e Luiz da Paixão Rodrigues.

“Gratidão por vocês construírem a história de luta e resistência das mulheres atuando na Igreja e na sociedade com compromisso e iluminadas pelo Evangelho”, destacou a integrante da Comissão de Arquidiocesana de Mulheres, Bruna Monalisa, à ocasião.

“É no encontro que a gente encontra força!”, enfatiza Silene Gonçalves na abertura do 7º Encontro de Mulheres

2º dia do Encontro de Mulheres foi marcado pelas reuniões individuais de cada Região Pastoral

Agenda