quarta-feira

, 29 de maio de 2024

Celebração da Santa Missa marca o encerramento do retiro do clero

08 de julho de 2022 Arquidiocese

Chegou ao fim nesta quinta-feira, 07 de julho, a segunda edição do retiro anual do Clero Marianense. O encerramento foi marcado pela celebração da Santa Missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Airton José dos Santos, que também foi o pregador do encontro, na capela do Seminário São José, em Mariana (MG). 

Comunicadores da Palavra de Deus

Refletindo o Evangelho do dia, em sua homilia, o Arcebispo Metropolitano de Mariana destacou a dimensão comunicadora e evangelizadora de cada um dos batizados e, principalmente, dos ministros ordenados. 

“Somos enviados ao mundo para evangelizar; para anunciar a Boa Nova do Reino. Devemos levar conosco a segurança de Cristo, não falsas esperanças. Devemos levar conosco, em nossos corações, a Palavra de Deus que nos fortalece. Nós estamos levando Jesus Cristo aos outros: não é uma mensagem humana; é a mensagem que vem do coração de Cristo”, explicou, enfatizando que ser discípulo implica dar o testemunho e ter os ouvidos abertos. 

Ao fim da celebração, Dom Airton agradeceu aos padres e diáconos que participaram do retiro, ocorrido entre os dias 04 e 07 deste mês, ressaltando a importância de estarem e rezarem juntos. No total, 60 integrantes do clero, das cinco regiões pastorais da Arquidiocese de Mariana, estiveram presentes.

Partilha e fraternidade

Para o Pároco da Paróquia São Sebastião, em Raul Soares (MG), Padre José da Silveira Miguel, o momento foi bom. “O retiro foi uma santidade para nós. O Dom Airton falou muito com carinho, com humildade, nos exortando a aproximarmos-nos no dia a dia de Jesus, procurarmos-nos sempre por Ele e encontrando-o, levá-lo aos irmãos”, disse. Ainda, segundo o sacerdote, o encontro também foi positivo para ajudar na organização e planejamento da vida espiritual de cada participante.

Por sua vez, o Administrador Paroquial da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Cachoeira do Brumado (MG), Padre José Geraldo Coura, mais conhecido como Padre Juca, destacou que o retiro é um tempo especial de oração e de contato com a Palavra de Deus. “A reflexão proposta por Dom Airton nos levou a este caminho de aproximação com Deus, mas também lembrando aquilo que é próprio do nosso ministério, que é o serviço ao Povo de Deus e a missão evangelizadora”, comentou. 

Já o Pároco da Paróquia de Santo Antônio, em Santa Bárbara (MG), Padre Elias Bartolomeu Leoni, afirmou que o retiro é sempre uma ocasião de partilha entre os colegas do ministério ordenado, pois, ao longo dos dias, eles rezam, cantam e se divertem juntos. “É sempre, para nós, uma ocasião de encontro de todos os colegas. Então, para mim, o mais importante é o fato da gente estar juntos”, declarou. Na opinião do presbítero, o retiro é também uma oportunidade para cada um rever a maneira como vive o seu ministério. 

A celebração de encerramento também foi um momento de render graças pelos 45 anos de sacerdócio de Padre Elias. “Para mim, celebrar os 45 anos é motivo de muita bênção e muita graça de Deus. Agradeço a Ele por ter me aceito todo esse tempo e ter me dado forças para continuar”, disse o presbítero.

Confira outras fotos em nossa página no Facebook. Acesse aqui

Veja tamém:

Clero Marianense participa de retiro

*Atualizado em: 11/07/2022 às 08h23