sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

Em entrevista, padre Rosemar fala sobre o mês vocacional e as vocações na Arquidiocese de Mariana

06 de agosto de 2021 Arquidiocese

Em agosto, a Igreja no Brasil celebra o mês vocacional, tempo dedicado à oração, reflexão e ação nas comunidades sobre as vocações. Para este ano, o tema proposto é “Cristo nos salva e nos envia” e o lema é “Quem escuta a minha palavra possui a vida eterna” (cf. Jo 5,24)

Foto: Arquivo Pessoal

Por essa razão, o Departamento Arquidiocesano de Comunicação (Dacom) conversou com o promotor vocacional da Arquidiocese de Mariana, padre Rosemar Marcos Condé. Natural da cidade de Senhora dos Remédios (MG), o sacerdote é, desde outubro de 2020, o diretor da Comunidade Vocacional e do Grupo de Orientação Vocacional (GOV) desta Igreja Particular.

Dacom: O que é vocação e por que devemos rezar por ela?  

Pe. Rosemar: A Vocação, na perspectiva da fé, é um chamado que Deus dirige a uma pessoa e dela se espera uma resposta generosa. Sendo o primeiro chamado à vida de comunhão com Ele, somos chamados a sermos e vivermos como filhos e filhas amados de Deus. Essa vocação nasce do santo Batismo, de onde brotam todas as demais vocações. 

Após o batismo, vivendo como filhos e filhas de Deus, somos chamados à santidade, como membros do corpo de Cristo que é a Igreja. No coração da Igreja e no mundo surgem as demais vocações, também chamadas de específicas: sacerdotal, religiosa, matrimonial e laical (leigos consagrados). 

Na base de toda vocação está a dimensão do serviço a Deus e aos irmãos, vivendo os valores do Reino de Deus no mundo de hoje, sob a ótica do amor. Daí surge a necessidade da oração pelas vocações. Nosso Senhor nos deixou essa responsabilidade: “rezai ao dono da Messe para que mande trabalhadores para a colheita” (Mt 9, 38). Desde então, a oração pelas vocações faz parte da missão da Igreja, a fim de que o Reino de Deus chegue a todos os corações.

Dacom: Como surgiu a iniciativa de ter um mês dedicado às vocações e quais são os seus objetivos?

Pe. Rosemar: A proposta de um mês dedicado às vocações surgiu oficialmente no Brasil em 1981 por iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) durante a 19ª Assembleia Geral dos Bispos. O objetivo desta proposta é conscientizar toda a Igreja no Brasil, as comunidades e os cristãos leigos sobre a importância de se trabalhar e rezar pelas vocações: à vida sacerdotal, à vida familiar e à vida consagrada ― assim como a vocação dos cristãos leigos e leigas. Contudo, não se trata de apenas no mês de agosto trabalhar as vocações, mas intensificar a temática vocacional de modo especial.

Dacom: Quais são os principais desafios enfrentados na promoção vocacional na atualidade?

Pe. Rosemar: Os principais desafios da promoção vocacional hoje estão ligados à própria vivência do jovem no mundo atual. Em primeiro lugar, muitas ofertas e propostas de vida contrárias ao Evangelho, até sedutoras humanamente falando, mas frágeis, enganadoras e sem consistência que não trazem verdadeira realização humana. Em segundo lugar, o mundo de hoje quase não tem mais espaço para o silêncio, a meditação e a reflexão; é uma sociedade do barulho e que não quer se calar. Dificilmente se ouvirá o chamado de Deus se não há silêncio para ouvi- Lo. 

Em terceiro lugar, no que diz respeito à família e transmissão da fé. A fragmentação experimentada por muitas famílias gera impacto considerável nas vocações. Antigamente as famílias eram verdadeiras promotoras da fé e dos valores cristãos, que estão na base de toda vocação. Diante dos desafios de hoje, é preciso resgatar a importância fundamental da família para o fortalecimento e florescimento das vocações.

Foto: Arquivo Pessoal

Dacom: Como será o mês vocacional na Arquidiocese de Mariana? Quais ações estão sendo preparadas pela Pastoral Vocacional/Serviço de Animação Vocacional? 

Pe. Rosemar: O mês vocacional na nossa Arquidiocese será celebrado nas paróquias, sempre contando com a sensibilidade e criatividade dos párocos e agentes de pastoral, bem como a Equipe de Liturgia e a Equipe Vocacional Paroquial (EVP). A missão de fomentar as vocações não está restrita a algumas pessoas na Igreja, mas é missão de todo batizado que, vivendo autenticamente sua vocação, já está promovendo as vocações. 

A Pastoral Vocacional da Arquidiocese disponibiliza um material para momentos de adoração ao Santíssimo, terço vocacional e subsídios litúrgicos para as celebrações (comentários da missa e preces). Esse material foi elaborado com base naquilo que foi proposto pela CNBB, nos subsídios para o mês vocacional deste ano. 

Dacom: Deixe contato e informações sobre o processo de acompanhamento da Arquidiocese para aqueles que desejam entrar no seminário. 

Pe. Rosemar: Mês vocacional é também para convidar. Se você, rapaz ou moça da Arquidiocese de Mariana, deseja aprofundar sobre o sentido da sua vida e da sua vocação na Igreja e no mundo ou procurar informações sobre o nosso Seminário, mande-nos uma mensagem no WhatsApp da Pastoral Vocacional (31) 9 8720-1411.

Além do acompanhamento para os rapazes que desejam fazer semana vocacional, temos também a  experiência do GOV feminino destinado às moças que desejam abraçar a vida religiosa. Aproveito para dizer que no dia próximo dia 29, às 15h, teremos o Despertar Vocacional Arquidiocesano on-line. Os jovens interessados, moças ou rapazes, deverão enviar uma mensagem no WhatsApp (31) 98720-1411 para receber o link do encontro que será realizado através da plataforma do Google Meet. Dê essa oportunidade a você mesmo e permita que Deus fale ao seu coração!

Veja também: 

Mês Vocacional 2021: primeira semana de agosto é dedicada aos ministérios ordenados

Seminário São José retoma com as lives da “Quarta Vocacional”

Agenda