quinta-feira

, 30 de maio de 2024

Grupo de Trabalho Refúgio das Flores se reúne pela primeira vez após a Assembleia da PJ

23 de junho de 2023 Arquidiocese

O Grupo de Trabalho (GT) Refúgio das Flores, da Pastora da Juventude (PJ), se reuniu no dia 04 de junho, de maneira virtual, com objetivo rever a caminhada dos últimos anos do GT, criar o calendário anual e analisar as propostas para o grupo. O encontro foi o primeiro após a equipe ter sido reformulada na 13ª Assembleia Arquidiocesana da PJ, ocorrida em abril.

A reunião teve como iluminação bíblica João 20, 1 -18, passagem em que é narrada a ressurreição de Jesus Cristo e ele apresenta-se, primeiramente, a Maria Madalena, que testemunhou para os demais o que tinha visto e ouvido. Esse momento de partilha e reunião contou com a presença de jovens mulheres das regiões pastorais, Mariana Norte, Sul, Leste.

Conhecendo o GT

O Grupo de Trabalho Refúgio das Flores é um coletivo de jovens mulheres participantes da Pastoral da Juventude na Arquidiocese de Mariana. A equipe foi criada na 12ª Assembleia Arquidiocesana da PJ, em 2019, e tem como objetivo trabalhar a Campanha Nacional da Pastoral da Juventude de Enfrentamento aos Ciclos de Violência Contra a Mulher.

A composição do GT Refúgio das Flores foi planejada para ter duas mulheres jovens da PJ de cada Região Pastoral da Arquidiocese, não sendo necessariamente jovens responsáveis por coordenações da pastoral, mas aquelas que estivessem a fim de articular a campanha entre as bases. Além das jovens, o GT conta com o apoio e a colaboração da assessoria leiga da PJ.

O GT Refúgio das Flores se estabeleceu porque se fez necessário haver na PJ da Arquidiocese de Mariana, em comunhão com a PJ Nacional, um grupo de trabalho para articular a campanha entre as bases.

Entendendo a intensidade da temática e toda problematização que a violência contra a mulher traz, o florescimento deste GT se deu justamente para auxiliar o debate horizontal, bem estruturado e crítico nas nossas bases sobre a violência contra mulher, além de pretender sempre estimular o convite a pensar novas masculinidades possíveis, entendendo essa proposta como verdadeira forma de diminuir o problema da violência contra mulher, falando sobre a desconstrução e desestruturação do machismo.

Para conhecer mais os trabalhos do Grupo de Trabalho Refúgio das Flores, siga o perfil no Instagram @refugiodasflores_

Texto e imagem: GT Refúgio das Flores