domingo

, 19 de maio de 2024

Missa de sétimo dia pelo sufrágio da alma de Dom Geraldo é realizada em Mariana

02 de agosto de 2023 Arquidiocese

A Arquidiocese de Mariana permanece em luto. Rogando a Deus pelo sufrágio da alma do seu Arcebispo Emérito, aconteceu na noite desta terça-feira, 1º de agosto, a Missa de sétimo dia do falecimento de Dom Geraldo Lyrio Rocha.

Presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Airton José dos Santos, sacerdotes, seminaristas, diáconos, religiosos (as) e fiéis leigos (as) se reuniram na Catedral Basílica de Nossa Senhora da Assunção, em Mariana (MG), para participarem deste momento.

Refletindo sobre o Evangelho do dia (Mt 13, 36-43), Dom Airton destacou que essa passagem bíblica é a base do ensinamento cristão, aprendido desde a infância na Catequese, e que deve ser a vivência de todos. “Devemos praticar as obras da misericórdia: vestir os nus, enterrar os defuntos, visitar os presos e tantas outras coisas que hoje esse Evangelho nos traz ao coração”, disse.

“Portanto, diante de Deus, nós hoje nos colocamos simplesmente, humildemente, para pedir a Ele discernimento, bom senso, sabedoria, para continuarmos praticando o bem, vivendo segundo Sua vontade, exercendo neste mundo suas obras de misericórdia que dão provas do nosso amor a Deus e ao próximo para podermos receber em herança aquilo que o Senhor nos prometeu”, complementou o Arcebispo Metropolitano de Mariana.

Em sua pregação, Dom Airton também recordou a vida e missão de Dom Geraldo Lyrio Rocha, destacando o seu testemunho em servir a Deus e à Igreja, como um grande evangelista e motivou aos presentes a seguirem os testemunhos deixados pelo Arcebispo Emérito de Mariana e ex-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

 “Queremos ser testemunhas fiéis, a exemplo de Dom Geraldo que tantas vezes celebrou nesta Catedral, viveu em nosso meio, andou entre nós. Que nós saibamos também continuar o nosso caminho, praticando o bem, vivendo segundo a vontade de Deus e vendo a justiça do Reino dos céus”, afirmou Dom Airton.

Após a Santa Missa, Dom Airton e os sacerdotes presentes visitaram à Cripta Arquidiocesana de Mariana, quando ofertaram flores ao túmulo de Dom Geraldo como forma de expressar gratidão a ele pelo seu serviço a esta Igreja Particular e à Igreja no Brasil. Encerrado o ato, a Cripta também foi aberta à visitação para os demais presentes que desejassem prestar suas homenagens.

Missa na Catedral de Vitória (ES)

Também na noite de terça-feira, a Catedral Metropolitana de Nossa Senhora da Vitória, em Vitória (ES), Igreja Particular natal de Dom Geraldo, foi realizada uma Missa pelo sétimo dia do seu falecimento. À ocasião, padres, religiosos (as), seminaristas e familiares de Dom Geraldo participaram da Celebração Eucarística presidida pelo Arcebispo de Vitória, Dom Dario Campos, e concelebrada pelo Bispo Auxiliar, Dom Andherson Franklin.

Sobre Dom Geraldo

Filho de Crysantho de Jesus Rocha e Leovegilda Lyrio Rocha, Dom Geraldo Lyrio Rocha nasceu em Fundão (ES), aos 14 de março de 1942. Foi ordenado sacerdote em 15 de agosto de 1967, em sua terra natal, e bispo em 31 de maio de 1984, em Vitória (ES).

A trajetória episcopal de Dom Geraldo começou na Arquidiocese de Vitória (ES), onde foi Bispo-Auxiliar (1984-1990). Também foi bispo de Colatina (ES), de 1990 a 2002, e Arcebispo de Vitória da Conquista (BA), entre 2002 e 2007. Entre 2007 e 2011 foi presidente da CNBB.

Foi nomeado Arcebispo Metropolitano de Mariana, pelo Papa Bento XVI, aos 11 de abril de 2007, tendo tomado posse da Arquidiocese aos 23 de junho de 2007. Sua renúncia foi aceita pelo Papa Francisco em abril de 2018.

Dom Geraldo faleceu aos 81 anos, na cidade de Altamira (PA), em 26 de julho. O seu sepultamento ocorreu no sábado, dia 29, na Cripta da Igreja da Sé de Mariana.

Saiba mais sobre Dom Geraldo aqui

Fiéis prestam homenagens a Dom Geraldo na Cripta Arquidiocesana.

Fotos: Pedro Henrique Hudson/Arquidiocese de Mariana

Agenda