quinta-feira

, 18 de abril de 2024

Nova Equipe de Coordenação da CEBs foi escolhida em Encontro Arquidiocesano

05 de setembro de 2023 Arquidiocese

Os integrantes das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), das cinco regiões pastorais da Arquidiocese de Mariana, reuniram-se em Barbacena (MG), no último dia 26 de agosto, para o seu 29º Encontro Arquidiocesano. À ocasião, foi constituída a nova Equipe de Coordenação Arquidiocesana da CEBs.

Em sintonia com o 15º Intereclesial das CEBs, ocorrido em julho, o encontro teve como tema “CEBs: Igreja em saída na busca da vida plena para todos e todas” e o lema “Vejam: eu vou criar um novo céu e uma nova terra” (Is 65,17).

Durante o 29º Encontro Arquidiocesano da CEBs, os Padres José Geraldo da Silva (Pe. Juquinha) e Geraldo Magela Vidal e o leigo Antônio Neves, que participaram do evento realizado em Rondonópolis (MT), falaram sobre como foi o 15º Intereclesial, trazendo informações sobre como o encontro impactou as suas vidas e como deve impactar, a partir de agora, a vida e o trabalho de reestruturação das Comunidades Eclesiais de Base.

A partir das explanações, os presentes foram convidados a realizar trabalhos em grupo e ponderar sobre a questão: “O que nossa região pretende fazer para atender às propostas do 15º Encontro Intereclesial das CEBs?”. As discussões, em todas as regiões, foram de grande importância na dinâmica do encontro, uma vez que, esperava-se, como aconteceu, que dali brotassem propostas para reestruturação das CEBs e dos Grupos de Reflexão, um dos principais objetivos do encontro.

Já a segunda parte do encontro, foi dedicada a refletir sobre a “Importância dos cristãos leigos e leigas na Igreja”, em fala realizada pela Presidenta do Conselho Nacional do Laicato no Brasil (CNLB) no Leste 2, Leci Nascimento, e sobre “A eclesialidade das CEBs”, proferida pelo Assessor Arquidiocesano, Padre José Afonso Lemos.

Escolha da nova coordenação

Momento central do 29º Encontro Arquidiocesano da CEBs foi a designação da nova Equipe de Coordenação Arquidiocesana das CEBs, visando a sua reestruturação. A partir disso foram escolhidos os seguintes nomes:

  • Coordenador: Werbert Wendt, da Paróquia São Sebastião, em Ponte Nova (MG);
  • Vice Coordenadora: Luzia Neiva, da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Conselheiro Lafaiete (MG);
  • Secretário: Antônio Cecilio, da Paróquia Nossa Senhora do Desterro, em Desterro do Melo (MG);
  • Vice Secretária: Fátima Veiga, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Senador Firmino (MG).

Na oportunidade, também foram sugeridos quatro nomes de presbíteros para serem encaminhados ao Arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Airton José dos Santos, para indicação e nomeação para Assessor da Equipe Arquidiocesana de Coordenação das CEBs.

Para a nova Vice Coordenadora, Luzia Neiva, o encontro foi um momento especial de formação que fortalece a luta e esperança. “Eu estou feliz em poder contribuir, agora, como vice coordenadora das CEBs arquidiocesana. Minha expectativa, daqui para frente, é contribuir para fortalecer as equipes regionais e os Grupos de Reflexão”, compartilhou.

Segundo ela, as “CEBs é uma Igreja da alegria, da partilha, conduzida pelo Espírito Santo. Todos que participaram saíram felizes, isso é muito bom. Como dizia Dom Luciano: ‘as CEBs é um mistério de Deus. Coração bate mais forte, muito forte, cada vez que vou pro meio do povo de Deus’”, frisou.

Participação

Com uma participação expressiva dos integrantes das CEBs, alguns presentes compartilharam suas perspectivas sobre o encontro. Confira:

Eni Guilarducci – Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Barbacena (MG)

“Para mim, [CEBs] é um caminho e luz, missão e esperança de conseguir um mundo melhor, mais solidário e justo. O Encontro foi ótimo, ultrapassou minhas expectativas, sai mais revigorada na fé e com o propósito de mudança na maneirada pensar e agir. Fiquei encantada com a fala da Leci, simples e tão tocante sobre o saber: ouvir, falar, esperar, olhar e aceitar o outro”.

Eliane Aparecida dos Santos

“Foi gratificante o encontro da CEBs realizado em Barbacena. Participei, levei minha mãe, Maria Isidora, pela primeira vez, e meu tio José Silvestre. Ressaltando o que minha mãe disse ‘sempre que possível irei participar’, que lembrou a importância do fortalecimento da Pastoral da Sobriedade e meu tio da valorização da mulher na Igreja e na vida.

Já me encontro inserida na CEBs e vejo que os seus trabalhos se fazem muito necessário. Já não podemos nos dias atuais esperar que as necessidades e as lutas do povo estejam concentradas em mãos de poucos que às vezes estão atadas pelas mãos de outros… Enfim, todos somos responsáveis pelas mudanças que desejamos e devemos iniciá-las por mudar as nossas atitudes. Gratidão por esses momentos!”.

Tarcísio Barbosa, da Paróquia Santo Antônio, em Presidente Bernardes (MG)

“O Encontro Arquidiocesano de CEBs foi de grande aprendizado. Uma excelente organização, pena que o tempo foi curto […].  Gostei muito do depoimento do padre Juquinha explicando as dificuldades encontradas em Mato Grosso e finalizou dizendo que o senhor Pedro Ribeiro especificou que Comunidade, para ser verdadeiramente de base, tem que ter dois Grupos de Reflexão, Missa ou Celebração da Palavra, Dimensão Sociopolítica e Catequese, os quatro pés fundamentais da Igreja.  Vi muitas dificuldades e, ao mesmo tempo, ardor nas pessoas com vontade que as coisas funcionem. Foi falado também do anseio do Papa Francisco de uma Igreja totalmente Sinodal, Igreja em Saída, leigos e leigas mais comprometidos com o Batismo (Missão), finalizando com o compromisso que foram de todos Reviver os Grupos de Reflexão e as Santas Missões Populares”.

Com colaboração de Ana Paula Mendes dos Santos e informações do relatório do Encontro Arquidiocesano

Imagens: Ana Paula Mendes dos Santos

Agenda