domingo

, 14 de agosto de 2022

Padres e Diáconos da Região Mariana Norte realizam encontro presencial

19 de novembro de 2021 Arquidiocese

Nesta quinta-feira, dia 18 de novembro, de 09 às 13h, Padres e Diáconos da Região Pastoral Mariana Norte, atendendo à proposta da Arquidiocese de Mariana, na pessoa de seu Arcebispo Metropolitano, Dom Airton José dos Santos, e através da Pastoral Presbiteral, realizaram o seu encontro presencial em âmbito regional.

A reunião ocorreu dessa forma, uma vez que o Encontro anual do Clero de toda a Arquidiocese, que geralmente ocorre em março de cada ano, devido à pandemia, não pôde ocorrer ainda como de costume, de modo presencial. Portanto, neste ano, foi realizado de forma híbrida: a primeira parte aconteceu no dia 09 de novembro, reunindo, através de plataforma on-line, todo o clero com o arcebispo; e a segunda parte nas regiões, no dia 18, para tratar de assuntos gerais segundo uma pauta, antecipadamente pensada e discutida pelos conselhos Episcopal e Presbiteral e pela Pastoral Presbiteral.

O encontro da Região Mariana Norte aconteceu na casa da Etapa do Discipulado/Seminário de Filosofia, em Mariana (MG), e contou com a presença expressiva de 32 participantes, sendo 28 padres e quatro diáconos permanentes. A reunião iniciou-se com a palavra de abertura e acolhida proferida pelo Vigário Episcopal da Região Norte, Cônego Nedson Pereira, que salientou a importância deste momento de reencontro depois de tanto tempo que nos manteve distanciados fisicamente.

Em seguida, o representante dos presbíteros da Região Norte, Padre Luiz Roberto de Souza, conduziu o momento de oração a partir da leitura do texto bíblico do Evangelho de João 10, 1-12, que nos ajudou a meditar sobre a figura do Bom Pastor, Aquele que conhece suas ovelhas e é conhecido por elas, Aquele que dá a vida pelas suas ovelhas. Após a proclamação do texto bíblico, foi aberta a palavra para que todos os que quisessem pudessem partilhar as sombras e desafios vividos nos últimos tempos bem como as esperanças e luzes experimentadas.

Muitos dos presentes partilharam sobre a realidade da pandemia e como isso impactou-os pessoal e eclesialmente e, ao mesmo tempo, o quanto nesse tempo também pôde-se constatar a importância de voltar ao essencial e descobrir realmente aquilo que é fundamental na evangelização e no modo de ser Igreja. O momento de partilha foi encerrado com a oração da fraternidade, o Pai Nosso.

A reunião seguiu em sua pauta tratando de temas específicos tais como: “Organização e Estrutura pastoral da Arquidiocese de Mariana”, “Orientações e critérios da Arquidiocese de Mariana para alteração de limites paroquiais” e questões relativas à realidade específica do Regional Norte como sua composição atual de número de paróquias e foranias.

Após tais discussões, foi dada a palavra ao Ecônomo da Arquidiocese de Mariana, padre Darci Fernandes Leão, que falou um pouco da realidade administrativa, ressaltando seu agradecimento aos padres e aos dizimistas pelo envolvimento e compromisso com nossa Igreja Particular, que tem ajudado a levar à frente a missão pastoral e evangelizadora não obstante todos os desafios e dificuldades vividos nesses tempos pandêmicos. Agradeceu a todos também pela compreensão e envolvimento das paróquias na implantação do sistema Theos.

Por sua vez, Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, Padre Edmar José da Silva, falou da caminhada pastoral da Arquidiocese de Mariana ressaltando sobre o trabalho para a implementação do novo Projeto Arquidiocesano de Evangelização (PAE), os preparativos para a realização da próxima Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, que ocorrerá também em modalidade híbrida nos dias 11 e 17 de dezembro, e, por fim, as questões relativas à vivência da fase diocesana do Sínodo dos Bispos 2021-2023, conforme proposto pelo Papa Francisco.

Ao final do encontro, o também representante dos presbíteros da Região Norte, Padre José Geraldo Coura, mais conhecido como Padre Juca, colheu as principais intuições e inspirações, frutos das partilhas e as apresentou de maneira sintética aos participantes para que, conscientes do que foi discutido, todos pudessem empenhar-se em levar à frente para o bem da Igreja e dos trabalhos pastorais da Região Norte.

O testemunho que fica desse encontro é que, seguramente, mais do que os assuntos tratados ou os conteúdos discutidos, a alegria de reencontrar-se dos padres e diáconos foi, sem dúvida, a marca e o fruto mais produtivo da convivência fraterna e isso expressou-se perfeitamente no momento final do almoço de confraternização.

Texto: Pe. Euder Canuto

Imagens: Pe. Harley Carvalho e Pe. Enzo dos Santos

Agenda