domingo

, 23 de junho de 2024

34º Encontro do Clero é concluído em Cachoeira do Campo

29 de fevereiro de 2024 Arquidiocese

Foi encerrada nesta quinta-feira, 29 de fevereiro, a 34ª edição do Encontro do Clero da Arquidiocese de Mariana. O evento aconteceu no Retiro das Rosas, em Cachoeira do Campo (MG), sendo assessorado pelo Padre Humberto Robson de Carvalho, da Arquidiocese de São Paulo (SP).

Ao longo dos quatro dias de partilha e formação, os cerca de 160 presentes, entre padres e diáconos, refletiram sobre o tema “Presbíteros: testemunhas da esperança” e o lema “Alegres na esperança, perseverantes na tribulação e constantes na oração” (Rm 12,12).

Segundo Padre Humberto, diante dos contextos de polarizações, divisões e fundamentalismos, o presbítero, como testemunha da esperança, deve contribuir para a harmonia na sociedade sendo de Deus. “Nós somos de Deus, nós somos de Jesus. Então, nesse contexto e nessa postura de presbíteros [como] testemunhas da esperança, nós temos de ajudar os membros da nossa comunidade a ter essa consciência de que o amor, a fé, a esperança e o respeito superam qualquer divisão, qualquer diferença”, afirmou.

“Nós somos de Deus. Deus é Amor e, se Deus é amor, como é que eu vou brigar com você porque você pensa politicamente diferente de mim? Não podemos entrar neste antro maléfico. Isso não é de Deus”, reforçou.

O encontro também foi marcado por uma profunda reflexão trazida pelo assessor que desenvolveu a importância da atenção que se deve dar à formação humana dos “homens padres”.

“Um dos aspectos que abordei no nosso encontro foi a questão do presbítero enquanto homem. Antes de ser padre, antes de ser ministro ordenado, consagrado para o povo, nós somos homens. Deus nos escolheu como escolheu Pedro, João, todos os seus discípulos, do jeito que eles eram”, pontuou Padre Humberto.

Além de desenvolver o tema da formação humana, o encontro também foi marcado pela tomada de consciência da diocesaneidade. Esse tema visa apresentar aos presbíteros o sentimento de pertença e amor que devem ter para com a diocese, ao presbitério, com o bispo e com o Povo de Deus.

Ao avaliar o 34º Encontro do Clero, Padre Humberto destacou sobre o cuidado da Arquidiocese de Mariana com os seus ministros ordenados. “Vocês têm uma riqueza ímpar que é esta formação permanente de todo clero. Isso, sem dúvida nenhuma, é uma riqueza imensa, que a Igreja há muito tempo vem pedindo para nós e que vocês estão cumprindo com nota dez”, disse.

Programação de encerramento

Monsenhor Danival presidiu a missa do último dia.

A programação do último dia foi iniciada com a celebração eucarística presidida pelo Bispo Auxiliar Eleito de Goiânia (GO), Monsenhor Danival Milagres Coelho. Em sua homilia, ele agradeceu aos padres por todo o apoio e motivou a todos, a partir da fala do assessor, a caminharem como irmãos no presbitério e a não perderem a esperança.

Ao final da celebração, o Arcebispo de Mariana, Dom Airton José dos Santos, deu a bênção de envio para o Padre João Paulo da Silva, que está saindo em missão para servir na Arquidiocese de Porto Velho (RO).

A palavra final do encontro foi de Dom Airton, que motivou os presentes a manterem firmes na missão. Na oportunidade, ele também repassou informes sobre a vida pastoral, administrativa e jurídica da Arquidiocese de Mariana. Por fim, o aconteceu o lançamento do livro “A vida se faz história, Dom Geraldo Lyrio Rocha: memória e testemunho” publicado pela Editora Dom Viçoso.

Bênção de envio do Padre João Paulo.

Texto e fotos: Pe. Róbson da Cunha Chagas

Leia também:

Carisma do padre diocesano: amor pela diocese, carinho pelo bispo, fraternidade presbiteral e amor pelo povo de Deus

“O padre precisa viver profundamente a sua humanidade, pois ele é humano”, afirma Padre Humberto no Encontro do Clero

“Ser presbítero é ser servidor”, afirma Padre Humberto no primeiro dia do Encontro do Clero