quinta-feira

, 26 de maio de 2022

Dom Airton nomeia Equipe Arquidiocesana de Animação para o Sínodo dos Bispos

09 de novembro de 2021

O Arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Airton José dos Santos, publicou nesta terça-feira, 09 de novembro, o decreto em que constitui a Equipe Arquidiocesana de Animação para a 16ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, a ser realizada em 2023. Com o tema “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”, o Sínodo foi convocado pelo Papa Francisco e teve o seu processo sinodal iniciado em outubro deste ano.

Segundo o Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, padre Edmar José da Silva, o objetivo da Equipe Arquidiocesana de Animação é dinamizar o processo de escuta nas paróquias e instituições presentes no território da Arquidiocese de Mariana. O sacerdote e a leiga Leci Nascimento foram anunciados na última reunião do Conselho Arquidiocesano de Pastoral (CAP), realizada em setembro, como os contatos arquidiocesanos para o Sínodo, atuando como ponte entre as comunidades paroquiais e a conferência episcopal.

Por sua vez, Leci destaca que as atribuições da Equipe são: 

  • promover a animação do processo Sinodal em todo território da Arquidiocese de Mariana; 
  • promover o envolvimento de todas as forças-vivas da Arquidiocese;
  • promover experiências formativas sobre o tema do Sínodo; 
  • organizar o relatório final e a reunião diocesana pré-sinodal, bem como o retorno, após a Assembleia Sinodal de outubro de 2023.

Ao todo, 20 pessoas integram a Equipe Arquidiocesana de Animação que foi constituída seguindo os seguintes critérios: os vigários episcopais, um leigo de cada região pastoral escolhido por eles, um representante das religiosas e dos religiosos presentes no território da Arquidiocese, um jovem da Equipe de Animação Juvenil da Arquidiocese, um representante dos diáconos permanentes, um representante dos seminaristas, uma representante do Conselho do Laicato da Arquidiocese de Mariana (CLAM), um representante dos colégios católicos, a secretária arquidiocesana de pastoral e os dois contatos diocesanos. BAIXE AQUI O PDF DO DECRETO DE NOMEAÇÃO

Confira os nomes dos integrantes:

  1. Pe. Edmar José da Silva – Coordenador Arquidiocesano de Pastoral;
  2. Leci Conceição do Nascimento;
  3. Pe. Marcos Macário Mendes – Vigário Episcopal da Região Oeste;
  4. Pe. Ronaldo Gomes Chaves – Vigário Episcopal da Região Leste;
  5. Côn. Nedson Pereira de Assis – Vigário Episcopal da Região Norte;
  6. Pe. José Julião da Silva – Vigário Episcopal da Região Sul;
  7. Pe. Jose Geraldo de Oliveira – Vigário Episcopal da Região Centro;
  8. Pe. Sedney Manja, SDB – Representante dos religiosos;
  9. Pe. Geraldo Lopes de Paula – Representante do Colégio Arquidiocesano;
  10. Diác. Sebastião Gois Pereira – Representante Diáconos Permanentes;
  11. Irmã Arlene Fonseca Simões – Representante das Religiosas;
  12. Maria Imaculada Teófilo – Região Centro;
  13. Magda de Fátima e Oliveira – Regido Sul;
  14. Carlos Jose do Carmo – Região Oeste;
  15. Élida Cupertino Faria – Regido Leste;
  16. Flávia Aparecida Ribeiro Soares – Região Norte;
  17. Moisés Galirtari Tôrres – Representante dos Seminaristas;
  18. Sônia Maria Barbosa – Representante do CLAM;
  19. Bruno Fernando Sousa Queiróz – Representante da Equipe de Animação Juvenil;
  20. Edina da Silva Marciano – Secretária Arquidiocesana de Pastoral.

Parte da Equipe Arquidiocesana de Animação do Síndo em reunião on-line. Foto: Leci Nascimento

Sobre o Sínodo dos Bispos 2023

Aberto pelo Papa Francisco em Solene Celebração Eucarística realizada no dia 09 de outubro, em Roma, a 16ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos tratará sobre a Sinodalidade. Além disso, traz como novidade uma nova metodologia de consulta que contará com três diferentes etapas até 2023. 

A primeira delas é a escuta nas Igrejas Particulares que teve início no último dia 17 de outubro e seguirá até 15 de agosto de 2022. “Diferente das outras assembleias, o Papa deseja que o Sínodo comece com um processo mais eficaz de escuta das Igrejas locais”, explica Leci. Em seguida, acontecerá a fase continental, as quais gerarão dois Instrumentum Laboris (instrumentos de trabalho) distintos, e, por último, a fase em nível eclesial, a fase Universal.

Para auxiliar no processo de consulta, a Secretaria Geral do Sínodo divulgou, em setembro, o Documento Preparatório e o Vademecum da Assembleia Sinodal de 2023. Esses dois documentos foram concebidos para serem utilizados de forma complementar e conjunta.

Baixe aqui o Vademecum

Baixe aqui o Documento Preparatório para o Sínodo 2023

Veja também:

CNBB lança hotsite do sínodo 2023 com informações e recursos

Arquidiocese de Mariana celebra a abertura da fase diocesana do Sínodo dos Bispos

Sínodo dos Bispos 2023: prorrogada a primeira fase do processo sinodal

Papa abre os trabalhos do Sínodo 2023 e pede Igreja aberta a todos

Cardeal Mario Grech anuncia as novidades para o Sínodo dos Bispos de 2023, com início em outubro deste ano

VEJA TAMBÉM