domingo

, 14 de agosto de 2022

Em artigo, Padre Edmar agradece pelo tempo que esteve como Coordenador Arquidiocesano de Pastoral

21 de março de 2022 Arquidiocese

Na última quinta-feira, 17 de março, durante o encerramento do 32º Encontro de Presbíteros e Diáconos, o Padre Edmar José da Silva deixou oficialmente de ser o Coordenador Arquidiocesano de Pastoral da Igreja Particular de Mariana. Após três anos, sendo dois deles durante o contexto pandêmico, o sacerdote se despede da função e deseja boas-vindas ao novo Coordenador, Padre José Geraldo de Oliveira.

Confira o texto na íntegra:

 

GRATIDÃO E ESPERANÇA!

Em fevereiro de 2019, a pedido de Dom Airton José dos Santos, Arcebispo recém-chegado a Mariana, fui desafiado a assumir mais uma missão na nossa Igreja Particular, função para a qual não me sentia preparado para exercer naquele momento. Contudo, desejoso de ajudar e entendendo o convite como um apelo de Deus, aceitei o desafio de ser Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, não sem medo, mas ciente de que o trabalho pastoral-evangelizador é de responsabilidade de todo o clero e de todos os cristãos leigos e leigas.

Durante o ano de 2019, foi feita uma ampla discussão e consulta a respeito da estrutura e organização pastoral na Arquidiocese de Mariana, objetivando qualificar ainda mais o nosso compromisso evangelizador. Deste longo processo sinodal, ficou decidido que manteríamos a mesma estrutura e organização pastoral (forania, região e Arquidiocese), porém, daríamos maior visibilidade para as foranias como “lugar privilegiado” de dinamismo pastoral e evangelizador. Durante esse ano, foi instituída a Equipe de Animação Juvenil da Arquidiocese, visando dar maior coesão aos trabalhos de evangelização das “juventudes” na Arquidiocese de Mariana. Realizamos ainda, em novembro, a 27ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral.

No ano de 2020, fomos desafiados pela Covid-19. No primeiro semestre, tudo ficou parado! Ficamos aguardando o fim da pandemia para retomarmos o calendário de atividades presenciais. Com o agravamento da pandemia, descobrimos as ferramentas virtuais para continuarmos o trabalho pastoral e evangelizador. E as reuniões se multiplicaram: Conselhos, pastorais, movimentos, dimensões, lives, etc. Impossibilitados de realizarmos a Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, foi realizada uma consulta na Arquidiocese de Mariana que resultou na definição de duas prioridades pastorais arquidiocesanas para o ano de 2021.

No ano de 2021, como fruto da preocupação com as consequências sociais da pandemia da Covid-19, foi feita uma pesquisa informal sobre o “Serviço da caridade” nas Paróquias que resultou na celebração da I Jornada do Serviço da Caridade na Arquidiocese de Mariana. Também durante este ano, o novo Projeto Arquidiocesano de Evangelização (PAE) foi estudado nas diversas instâncias da nossa Arquidiocese e pelas comunidades eclesiais missionárias, sendo aprovado no mês de novembro, durante a realização da 28ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral.

Ainda, em julho do ano passado, lançamos a 6ª Semana Social Brasileira, que se tornou um evento eclesial assumido por toda a Arquidiocese de Mariana. Também iniciamos a fase arquidiocesana do Sínodo 2021-2023 convocado pelo Papa Francisco.

O desejo deste artigo não é fazer um relatório de todas as atividades pastorais acontecidas ao longo dos últimos três anos. O que foi recordado acima serve apenas de pretexto para louvarmos e agradecermos a Deus pela sua presença amorosa na vida da nossa Arquidiocese ao longo deste período em que formos surpreendidos pela pandemia da Covid-19. Termino minha missão como Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, ainda mais consciente de que o trabalho evangelizador e pastoral é realmente de corresponsabilidade de todo o Povo de Deus e, mais ainda, ciente de que Deus age no mundo e na Igreja para além das nossas estruturas e organizações pastorais, apesar de contar com elas. Muito obrigado a todos os coordenadores de pastorais e movimentos da Arquidiocese, aos assessores religiosos (padres e diáconos), aos vigários episcopais e forâneos e a Dom Airton, pela confiança e pela parceria frutuosa ao longo desse período. Ao estimado Padre José Geraldo, as nossas boas-vindas!

Pe. Edmar José da Silva

Veja também:

Padres jubilares celebram a data durante o Encontro de Presbíteros e Diáconos da Arquidiocese de Mariana

Tarde de Espiritualidade marca o primeiro dia do 32º Encontro de Presbíteros e Diáconos da Arquidiocese de Mariana  

Agenda