domingo

, 14 de agosto de 2022

Quarta-feira Santa é marcada pelo Sermão da Soledade e Ofício das Trevas

14 de abril de 2022 Arquidiocese

Os fiéis puderam acompanhar e participar novamente, nesta Quarta-Feira Santa, 13 de abril, da meditação do Sermão da Soledade de Maria, relembrando suas dores.

Antes, porém, o Arcebispo Metropolitano, Dom Airton dos Santos, presidiu a Santa Missa que antecedeu o sermão, na Igreja São Pedro dos Clérigos, em Mariana (MG). A celebração teve também como concelebrante, um dos membros da Equipe Formadora do Seminário São José, padre Rosemar Marcos Condé.

Em sua homilia, o Arcebispo chama atenção para o Evangelho do dia, que, novamente, fala sobre a traição de um de seus discípulos. Refletindo, ele diz que a palavra de Jesus não é direcionada apenas a Judas Iscariotes, mas a todos os outros e a nós também. Segundo ele, a traição é um gesto humano e no final das contas “É a conclusão na vida de uma pessoa daquilo que é mentira”. Em contrapartida, devemos viver a transparência da fé e sermos fiéis aos ensinamentos de Cristo.

“Uma das pessoas que viveu com Jesus, compreendia seus caminhos e sabia por onde deveria ir, estava mais preocupado com suas convicções do que com aquilo que Deus inspirava”. Assim, Dom Airton fala sobre Judas, e se voltando a nós, questiona: “A fidelidade era um ensinamento que ele recebia e, que hoje, nós recebemos da Igreja. Mas até que ponto nos esforçamos para compreender esses ensinamentos como palavra de Deus na nossa vida? Até que ponto  osseguimos?

Por fim, o Arcebispo ressalta a importância da nossa fidelidade com o outro: “Somos convidados portanto queridos irmãos e irmãs, na metade da Semana Santa, preparando para celebrar o grande mistério da ressurreição do nosso Senhor Jesus Cristo, a transformar nossa existência, nossa vida e nosso relacionamento com as pessoas, para que sejamos sinais da recepção do amor de Deus”, finaliza.

Soledade de Maria

Após o final da Santa Missa, os fiéis, juntamente com o Arcebispo, seguiram em procissão com a Imagem de Nossa Senhora das Dores, em direção à Igreja Nossa Senhora do Carmo, onde o padre Rosemar conduziu o Sermão da Soledade de Maria.

“Estamos aqui para meditar a participação de Maria na salvação”.Refletindo sobre isso, ele traz à memória os dois grandes sim da mãe de Cristo. O primeiro ao Anjo Gabriel, quando foi anunciado que seria mãe do Salvador e o segundo quando Simião revelou que uma espada transpassaria seu coração.

“Nesses dois grandes sim, encontramos a dúvida e o medo diante das palavras do Anjo e também de Simeão, mas sobretudo, encontramos o desejo de Maria de em tudo fazer-se obediente à vontade de Deus. Trata-se do sim à vida e do sim a dor”, reflete ele.

Ainda segundo o padre, essas duas decisões geraram consequências em toda a vida da Santíssima Virgem. “Às vezes vemos a vida de Maria com romantismo. Mas sabemos muito  bem que sua vida foi entregue ao martírio, doação e sacrifício. Ela foi mãe de Deus na totalidade do seu sim! Não em alguns momentos. Ela sofreu no corpo e na alma as dores de seu e filho”.

Ainda, padre Rosemar chama atenção para outras duas  atitudes vistas nela: perseverança e coragem! Mesmo em suas dores, em nenhum momento ela desistiu, reclamou ou abandonou. E além de tudo, soube esperar em Deus que não seria abandonada: “E por isso experimentou sua misericórdia sendo acordada bendita por todas as gerações! Porque ela soube em que depositou suas esperanças”.

Seguindo sua reflexão e trazendo até a nós e aos nossos dias esses exemplos, ele completou: “Se vivermos o sim conseguiremos vencer as cruzes em nossa vida”.

 Ofício de trevas

Ao finalizar o sermão da Soledade, os fiéis puderam participar do Ofício das Trevas, um momento de oração com salmos, cânticos e preces penitenciais, meditando sobre a escuridão que tomou a terra após a morte de Jesus. À ocasião, participaram também, o Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, padre Marcelo Moreira Santiago, o Pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, Padre Luiz Roberto de Souza, o Reitor do Seminário São José, Monsenhor Celso Murilo Sousa Reis, além de alguns seminaristas.

Acesse mais fotos aqui 

Fotos: Mariana Ferreira/Dacom Arquidiocese de Mariana

Veja também:

Centenas de fiéis se reúnem na Praça Minas Gerais, em Mariana, para acompanhar o Sermão do Encontro

Dom Airton participa da celebração da Segunda-Feira Santa em Mariana

Dom Airton preside a Missa do Domingo de Ramos e abre as celebrações da Semana Santa na Arquidiocese de Mariana

Agenda