domingo

, 14 de agosto de 2022

Dom Airton participa da celebração da Segunda-Feira Santa em Mariana

12 de abril de 2022 Arquidiocese

Recordando na Liturgia a visita de Jesus aos seus amigos em Betânia e marcada pelo Sermão do Pretório, o Arcebispo Metropolitano, Dom Airton José dos Santos, participou da celebração da Segunda-Feira Santa, 11 de abril, em Mariana (MG). À ocasião, ele presidiu a Santa Missa na Igreja e Santuário de Nossa Senhora do Carmo e, em seguida, acompanhou a procissão com a imagem de Nosso Senhor dos Passos pelas ruas da cidade Sé desta Igreja Particular.

Homilia

Convidando os presentes a fazerem juntos o percurso de contemplação do mistério da fé durante a Semana Santa, o Arcebispo Metropolitano de Mariana lembrou em sua homilia que Deus veio até a humanidade, em Jesus Cristo, a segunda pessoa da Santíssima Trindade, para libertá-la do pecado da morte e tirá-la do caminho do mal. “Por isso, Jesus declara no texto do Evangelho: ‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém chega ao Pai se não por mim’. Não existe um atalho”, explicou. 

“Jesus Cristo é o caminho e todos nós, que seguimos, somos seus discípulos. Quando nos desviamos desse caminho, temos que nos converter; temos que voltar ao caminho que nos leva até Deus”, disse Dom Airton enfatizando que é preciso discernimento para perceber se está na direção certa, que é Cristo, ou se distanciando dele. Por isso, “não podemos ser incoerentes. Se temos a fé cristã, que deve mover a nossa vida, não podemos procurar outras motivações que não Jesus Cristo”, continuou.

Comentando sobre o gesto de Maria, quando ela ungiu os pés de Jesus com bálsamo, Dom Airton lembrou que a sua atitude não foi compreendida, porém a irmã de Marta e de Lázaro teve a paz e a tranquilidade de sentar aos pés de Jesus e ouvi-lo. “E hoje contempla o mistério profundo que é a sua morte. Deus e Senhor, vem até nós e assume a nossa vida, a nossa história, e, inclusive, o findar: que é a morte”, afirmou.

Outro aspecto meditado por Dom Airton foi a partir da passagem bíblica “Quanto aos pobres, vós sempre os tereis convosco, mas a mim vós nem sempre tereis” (Jo 12,8). “Essa palavra, ‘pobres sempre tereis’ não é para conformar. A mensagem do Evangelho é clara: nos pobres vamos contemplar Jesus Cristo. Por isso, quando nós vemos os pobres, nós devemos ver Jesus Cristo, mas devemos ter solidariedade com os que mais sofrem”, destacou. 

Procissão e Sermão do Pretório

Terminada a Santa Missa, os fiéis e sacerdotes presentes acompanharam a procissão do depósito da imagem de Nosso Senhor dos Passos pelas ruas do centro histórico de Mariana até a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, onde ocorreu a pregação do Sermão do Pretório proferido pelo Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Pilar, em Ouro Preto (MG), Padre Wagner José Nascimento Balbino.

Detalhando que Pretório era o nome dado a sede do tribunal em que Jesus foi julgado, o sacerdote refletiu sobre a condenação de Cristo chamando a atenção dos fiéis para dois pontos principais: o gesto de traição de Judas, com um beijo, que é sinal de carinho, respeito e proximidade, e as três vezes que Jesus foi negado por Pedro para que as pessoas não corram o risco de, pelo pecado, assim como o discípulo, negar a Jesus. 

Por fim, Padre Wagner pontuou que a Semana Santa é uma ocasião para perceber que Jesus assumiu em tudo a condição humana, menos o pecado, para salvar o mundo inteiro. “Ele é o Mestre que nos fala com sabedoria, que ensina com amor, mas que precisa da nossa abertura de coração, da nossa capacidade de se compadecer com os sofrimentos deste mundo e de não agirmos como meros espectadores, mas como agentes de transformação”, disse. 

“Passar pela experiência da vida deve nos levar a mergulhar no amor de Deus. Só nesse amor encontraremos sentido para tudo o que vivemos; só no amor seremos capazes de amar os irmãos e irmãs, viveremos unidos a Cristo, sem negá-lo, sem escarnecer dele, sem deixá-lo de lado”, ressaltou.

Participação

Após dois anos de restrições, os fiéis participaram efetivamente de todo o rito e celebração nesta segunda-feira. Pelas ruas de Mariana, casas com flâmulas roxas e ramos expostos demonstravam respeito pela Semana Maior. Na procissão, com cânticos fervorosos e a oração do Terço, os fiéis meditavam a condenação de Cristo. 

A paroquiana da Paróquia Nossa Senhora da Assunção e Catedral de Mariana, Maria das Graças Fonseca, descreveu o momento e o retorno das celebrações com a presença dos fiéis como emocionante após esses dois, especialmente, em poder acompanhar os ritos juntamente com o Arcebispo e o Pároco, Cônego Nedson Pereira de Assis. “Me sinto muito feliz”, enfatizou.

Fotos: Thalia Gonçalves/Dacom Arquidiocese de Mariana

Veja outras fotos em nossa página no Facebook: CLIQUE AQUI

Veja também:

Dom Airton preside a Missa do Domingo de Ramos e abre as celebrações da Semana Santa na Arquidiocese de Mariana

Paróquias e comunidades celebram o Domingo de Ramos

Dom Airton divulga orientações para as celebrações da Semana Santa

Após dois anos, celebrações da Semana Santa voltam a acontecer com a presença dos fiéis

Semana Santa: o significado de cada dia da celebração da paixão, morte e ressurreição de Cristo

Semana Santa é celebrada em toda Arquidiocese de Mariana; confira as programações

Dom Airton preside celebrações da Semana Santa em Mariana

Agenda